Na manhã de hoje, 5 de abril, durante o Grande Expediente da Assembleia Legislativa de Sergipe, por iniciativa dos deputados estaduais, Goretti Reis e Garibalde Mendonça foi apresentada pela presidente do Sindicato de Enfermeiros de Sergipe, Shirley Marshal Diaz Morales o tema: Sistema Único de Saúde-SUS. Shirley expôs os diversos problemas e dificuldades enfrentados pelos sergipanos. Apresentou dados e números,que infelizmente, demostram que a saúde do estado está um caos e pede providências.

A parlamentar disse que tem acompanhado a problemática da saúde de Sergipe e que como profissional da área e parlamentar tem buscado ações para amenizar os inúmeros problemas. Lembrou de seu empenho pela luta das 30 Horas para a jornada da enfermagem, que infelizmente ainda não tiveram êxito. “Venho militando há anos na área da saúde e acompanho as lutas de nossa categoria para a reconstrução de um sistema de saúde eficiente. Sei da importância da construção da reforma sanitária e lamento essa desconstrução do SUS. É preciso uma política de igualdade e integralidade. Acompanho de perto o desespero de quem está em uma Unidade de Saúde e precisa de cuidado e que não consegue. Poucos estados avançaram nessa linha de cuidado. Aqui muito se tem a fazer. Na área de oncologia Sergipe é um retrocesso. A luta com esse aprelho de radioterapia é antiga e com fila desumana. Não funciona? Por que continuar conveniado? É preciso contratar quem realmente disponibilize os serviços e sem interrupção. Continuar com essa política de faz de conta é gastar dinheiro público. Precisamos continuar cobrando e buscando soluções para acabar com o sofrimento de pessoas que tem direitos, mas não tem acesso a saúde pública. É preciso construir um executivo, um legislativo, um sindicato comprometidos com a política e não com a politicagem”, desabafou Goretti que agradeceu e parabenizou Shirley pela explanação.

Por Ascom Parlamentar

Foto: Jadilson Simões