Por Assessoria Parlamentar

Em entrevista à Fan FM, na manhã desta sexta-feira, 15, o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) fez um balanço dos primeiros anos de mandato na Assembleia Legislativa e destacou a defesa pela agricultura e pelo homem do campo, pelo desenvolvimento sustentável e a destinação dos recursos das emendas impositivas para as escolas em Laranjeiras.

“Esses dois anos iniciais foram de muito trabalho, diálogo com os municípios e importantes interlocuções para atender o povo sergipano. Sobre as questões do desenvolvimento sustentável, leis ambientais vêm sendo trabalhadas para promover o turismo e também preservar o meio ambiente. Sergipe já tem aprovada a Lei de Zoneamento Costeiro, mas por conta da pandemia, o cronograma de implantação foi alterado. Estou acompanhando”, destacou o líder da bancada governista que destacou a Lei de Licenciamento Ambiental para atividades agrosilvopastoris.

“Em 2020, mesmo com a pandemia, trabalhamos bastante para proporcionar benefícios aos produtores. Aprovamos a Lei que dispõe das adequações no licenciamento ambiental para atividades agrosilvopastoris, atendendo ao pleito dos produtores rurais e da Federação da Agricultura e Pecuária (Faese). Ela beneficia os pequenos e médios produtores sergipanos, especialmente os que integram o Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), trazendo uma condição mais facilitada de acesso aos financiamentos rurais. Essa Lei auxilia o micro e pequeno produtor na operacionalização da implantação das lavouras na contratação do financiamento agrícola”, recordou.

Zezinho Sobral também destacou a defesa pela permanência do Cartão Mais Inclusão (CMAIS), criado para viabilizar o acesso à alimentação à população em situação de extrema pobreza e insegurança alimentar e nutricional durante a pandemia do coronavírus, através da concessão do auxílio mensal de R$ 100. “O CMAIS obteve grande êxito, contribuindo efetivamente para a política pública de assistência e inclusão social em Sergipe. Compreendo a permanência em razão da continuidade da pandemia de seus efeitos sociais e econômicos. É uma forma de minimizar os efeitos da suspensão dos pagamentos do Governo Federal e a continuidade da prestação para as famílias mais carentes inscritas no CadÚnico, melhorando as condições de vida e saúde da população mais vulnerável”, pontuou.

Dentre os assuntos, Zezinho Sobral também falou sobre seu acompanhamento em relação ao desenvolvimento da carcinicultura e à conclusão do Terminal Pesqueiro de Aracaju. “Acompanhei o secretário Nacional de Pesca, Jorge Seif Júnior, em visita a Sergipe, que anunciou o investimento de R$ 3 milhões para a conclusão das obras. O objetivo é que, em 2021, seja feita a contratação do gerenciamento através do Programa de Parceria de Investimentos (PPI). Quando estiver concluído e em operação, o Terminal de Aracaju beneficiará cerca de 12 mil pescadores das colônias sergipanas e fortalecerá a indústria pesqueira do Nordeste”, disse o parlamentar.

O deputado Zezinho Sobral também explanou sobre a destinação das emendas impositivas do seu mandato para fortalecer a inclusão digital das escolas estaduais em Laranjeiras. “É mais uma forma de somar para o desenvolvimento da minha terra natal e integrar os jovens digitalmente, disponibilizando a tecnologia como instrumento de ensino. Destinei emendas impositivas para compra de computadores para laboratórios de informática das escolas estaduais Cônego Filadelfo, João Ribeiro e Professora Zizinha Guimarães, e essa semana fui pessoalmente fazer a entrega. Também destinei recursos para melhorias na infraestrutura da Escola Rural do Povoado Mussuca e farei todo o acompanhamento do processo. Trabalho por Sergipe e por minha cidade que tanto precisa”, afirmou.

Foto: Divulgação Ascom