Diante das galerias da Assembleia Legislativa tomadas por servidores da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), na sessão de hoje (25), a deputada estadual Maria Mendonça (PSDB), voltou a cobrar do Executivo o envio do Projeto de Lei com a proposta de solução para a situação dos trabalhadores a partir da extinção da FHS. “O Governo precisa se manifestar, assim como abrir o diálogo para que esta Casa e os demais interessados possam contribuir na construção de uma alternativa que atenda à recomendação do Ministério Público, sem penalizar os trabalhadores”, defendeu Maria.

Maria Mendonça disse compreender a angústia dos mais de sete mil trabalhadores, considerando que “o Estado tem até março do próximo ano para desvincular totalmente a Fundação da Secretaria da Saúde, mas é preciso assegurar a manutenção dos empregos, uma vez que todos os servidores prestaram concurso público”. Ela acrescentou que todas as possibilidades de prorrogação do contrato da FHS foram exauridas. “Contudo, quem foi concursado e tem dedicado sua vida ao serviço público não pode pagar essa conta”, observou a deputada.

A preocupação da parlamentar é que, com a demora do Governo para formalizar uma propositura, os deputados não tenham tempo hábil para se debruçar sobre a questão, como já aconteceu com outras matérias importantes no Legislativo. “Esta Casa precisa ter responsabilidade ao discutir a situação que está posta porque devemos encontrar uma solução viável para que os servidores não sejam prejudicados”, reforçou Maria, colocando-se à disposição dos trabalhadores para dialogar sobre a melhor alternativa.

Por, Assessoria Parlamentar