Por Habacuque Villacorte

Por um convite do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo (MDB), durante o Grande Expediente da Sessão dessa quarta-feira (18) na Casa o Pastor Hassani Nascimento, da Igreja Adventista do Sétimo Dia, fez uma breve exposição quando apresentou para os parlamentares o projeto “Quebrando o Silêncio”, uma iniciativa de caráter preventivo e educativo, contra a violência doméstica, abuso que se propagou ainda mais após o início da pandemia da covid-19.

A proposta do Pastor é de incluir o projeto “Quebrando o Silêncio” no Calendário Oficial de Eventos do Estado de Sergipe, que já se tornou lei estadual e municipal em outras localidades. Em sua exposição, o evangélico agradeceu a oportunidade de poder falar sobre o tema no plenário na Alese. No início de sua fala, Hassani Nascimento fez um registro sobre o início da pandemia, em 2020, quando no primeiro final de semana de isolamento social, no Estado do Rio de Janeiro, cresceu em mais de 50% os registros de violência contra as mulheres.

Pastor Hassani Nascimento 

“No Brasil inteiro, apenas no primeiro mês de lockdown, nós registramos um crescimento superior a 17% nos casos de ligações e denúncias de agressões, de violência contra a mulher. Ficamos a imaginar a realidade que se constituiu de lá pra cá”, pontuou o religioso, destacando que a Igreja Adventista do Sétimo Dia vem desenvolvendo esse projeto em oito países da América do Sul (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) desde 2002.

O Pastor ainda colocou que “o trabalho do Quebrando o Silêncio é justamente no sentido de combater esses abusos, essa violência. A campanha é desenvolvida ao longo de todo o ano, mas suas principais ações se concentram sempre no quarto sábado do mês de agosto, que representa o Dia de ênfase contra o abuso e violência”, disse, pontuando que é nesse período em que se concentram a manifestações e eventos de conscientização.

Por fim, Hassani Nascimento destacou que já são 300 Igrejas em Sergipe e mais de 30 mil Adventistas espalhados por todo o Estado. “São quase 20 anos lutando contra a violência, combatendo os abusos com crianças e adolescentes, com as mulheres. Nosso material consegue atingir muitas pessoas e já conseguimos mudar a realidade de muita gente. Esperamos que a Alese possa reconhecer o quarto sábado do mês de agosto como o Dia Estadual do Quebrando o Silêncio”.  

Pastor Erzon Aduviri

Pastor Erzon Aduviri

Prestigiando a palestra, o também Pastor Erzon Aduviri, que é boliviano, explicou que está há dois anos em Sergipe e que tem visitado as 300 Igrejas Adventistas no Estado e aproveitou para fazer um apelo à Alese: “é de suma importância que a Assembleia Legislativa continue ajudando o projeto Quebrando o Silêncio, nos ajudando a proteger crianças, mulheres e idosos da violência. Todos são amparados e protegidos pelo Estado, mas também pela nossa Igreja”.

Os dois Pastores estavam acompanhados da líder do Ministério da Mulher da Igreja Adventista, Deise Alves; da diretora do Ministério dos Adolescentes, Fátima Sales; e de Cecília Nascimento, da Distrital do Ministério da Mulher da Igreja Central de Aracaju.

Deputados

O deputado Jairo de Glória (Republicanos) parabenizou os religiosos pelo trabalho desenvolvido pontuando que “é de grande importância porque vocês estão levando esperança para as pessoas. Tenho ao meu lado o ex-deputado Jony Marcos, da Igreja Universal, que faz um grande trabalho de evangelização da pessoas à margem da sociedade, que estão nos presídios”.

Deputado estadual Garibalde Mendonça

Outro que também parabenizou os palestrantes foi o deputado estadual Garibalde Mendonça (MDB). “São projetos como esse que merecem o nosso apoio, o nosso incentivo. Estamos ainda em uma pandemia e este tipo de proposta alegra a alma das pessoas, de quem faz o bem sem olhar a quem! É um trabalho digno do nosso respeito e que merece todos os elogios. Podem contar com o apoio da Alese”.

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) parabenizou os pastores que se dispuseram a trazer uma mensagem de paz, com o projeto “Quebrando o Silêncio”. “O ser humanos precisa, na sua essência, ser respeitado. É aí que entra o trabalho dos que fazem essa evangelização. Essa crise da pandemia trouxe muitas dificuldades para as famílias. Muitos perderam entes queridos ou pessoas próximas. Tudo isso nos deixou muito reflexivos e uma grande lição para a humanidade. Ficamos com sequelas fortíssimas e a violência contra a mulher se propagou”.

O deputado estadual Luciano Pimentel (sem partido) também enalteceu esse trabalho de evangelização da sociedade pela Igreja Adventista. “A cada dia nós percebemos as pessoas buscarem mais templos religiosos, se aproximar de Deus. Infelizmente com a evolução das redes sociais, as vezes elas acabam contribuindopara que as pessoas se afastem do caminho da religião, de servir a Deus. Ouvi você falando em 300 Igrejas no Estado e desejo sorte para os Pastores consigam conscientizar cada vez mais o nosso povo”.

Deputado estadual Luciano Bispo

Por fim, o autor do requerimento para a realização da palestra, deputado estadual Luciano Bispo, voltou a colocar a Assembleia Legislativa à disposição dos membros da Igreja Adventista. “Quero parabenizar e agradecer aos Pastores por esse trabalho, por transmitirem essa religiosidade para o nosso povo. Que com esse trabalho do projeto Quebrando o Silêncio vocês possam conquistar ainda mais apoios e que ajudem a melhorar a vida dos sergipanos”.

Fotos: Jadílson Simões