Diante do caos vivido por estudantes do Colégio Estadual Joana de Freitas Barbosa (Polivalente), em Propriá, a deputada estadual Ana Lúcia solicitou ao Ministério Público Estadual que intervenha a fim de solucionar, de forma emergencial, a situação da escola, reconhecida como referência educacional da região do Baixo São Francisco.

O ano letivo da escola, que deveria ter iniciado no dia 02 de março de 2015, não começou e não tem previsão de começar para os estudantes do 6º. Ao 9º. ano do ensino fundamental, bem como os do 1º. e 2º. ano do ensino médio. Os alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental foram remanejados desde abril deste ano para o Seminário São Geraldo. Porém, pais e professores denunciam que o local é totalmente inapropriado para atividades escolares pelas condições insalubres que apresenta, além de não ter estrutura para atender a demanda dos estudantes.

Esta problemática acontece porque o colégio passa por uma interminável reforma desde setembro de 2013, que já deveria ter sido concluída há um ano, em julho de 2014. Além de deixar os adolescentes ociosos, a falta de aulas gera muita insegurança para os estudantes do ensino médio, que estão bastante preocupados com o ENEM.

Diante desta grave situação, a presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputada estadual Ana Lúcia, encaminhou, nesta segunda-feira,13, um ofício para o promotor de Justiça Nilzir Soares Vieira Júnior, da Comarca de Propriá. No documento, Ana Lúcia solicita formalmente que o Ministério Público intervenha junto ao poder púbico Estadual no sentido de garantir a celeridade na conclusão das obras da escola, a fim de que os estudantes possam retornar às atividades escolares, garantindo assim a conclusão do ano letivo com o mínimo de prejuízo para os alunos da escola.

Por Ascom parlamentar Ana Lúcia (Débora Melo)