Por Stephanie Macêdo

A Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) está concorrendo ao ‘Prêmio Unale Assembleia Cidadã’, promovido pela União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), com o objetivo proporcionar políticas públicas para o bem-estar da sociedade e o fortalecimento dos estados-membros da Federação alinhado à modernização dos serviços legislativos prestados.

A segunda edição está ofertando três tipos de categoria para concorrer ao prêmio, e a  Assembleia de Sergipe está inscrita em duas delas: Projetos Especiais e Atendimento ao cidadão.  O ‘Plano de Desenvolvimento de Sergipe’, está concorrendo à categoria Projetos Especiais, que visa tratar diretamente da vida do cidadão, fora das ações normais do Parlamento.

Com o Plano de Desenvolvimento de Sergipe, a Alese aponta, através de amplo estudo, rumos para o crescimento econômico do Estado através dos setores produtivos.

Na categoria Atendimento ao Cidadão, a Alese inscreveu o projeto ‘Tecendo Redes’, que premiará o melhor trabalho para as iniciativas e ações que levem  atendimento ou serviço, prestados pela Assembleia Legislativa, ao cidadão.

Nesse projeto a Alese reúne instituições, formando uma rede de assistência completa para sensibilizar os agentes envolvidos no atendimento às vítimas e aos autores de violência de gênero. Esse trabalho vem sendo dirigido pela Procuradoria Especial da Mulher, que tem como procuradora, a deputada Goretti Reis.

Premiação

A premiação visa incentivar projetos que busquem a humanização do serviço público e do Poder Legislativo. Junto à Alese, mais 27 Casas Legislativas do Brasil podem concorrer ao premio.  Os ganhadores serão escolhidos pelos participantes da 24ª Conferência Nacional da Unale e premiados durante o evento, que ocorrerá, de forma híbrida, sendo a presencial de 24 a 26 de novembro, em Campo Grande-MS.  

Os vencedores receberão o valor de 20 mil reais para custear a expansão dos projetos, um troféu transitório e o direito de usar o selo Assembleia Cidadã. 

 

Foto: Unale