Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Zezinho Sobral (PODE), ocupou a tribuna nessa terça-feira (7), para defender que a Casa dê sua contribuição para o desenvolvimento do Estado, com os deputados apresentando propostas fomentem a geração de emprego. Ele entende as divergências políticas, mas defendeu que o diálogo prevaleça sempre entre as partes.

“Estamos vivendo em meio a uma crise, mas precisamos sempre buscar soluções. Estamos perdendo vários empregos e os pais de famílias precisam trabalhar. Temos que atuar nisso. Temos a instalação de uma termoelétrica que é uma oportunidade de comércio que pode avançar. Não podemos perder o tempo da história e esta Casa precisa dar sua contribuição de forma propositiva para atrair investimentos”, disse o deputado.

Em seguida, Zezinho disse que, acompanhado dos deputados Luciano Pimentel (PSB) e Luciano Bispo (MDB), obteve a informação dos investimentos a serem desenvolvidos pela Petrobras no Estado. “Nos últimos três anos a situação estava muito caótica. O investimento caiu para R$ 250 milhões. Agora temos uma promessa de retomada do investimento da Petrobras para R$ 600 milhões este ano e de R$ 600 milhões, sem contar a expectativa com os recursos de águas profundas”.

Zezinho disse que Sergipe é um Estado cheio de atrativos, com mão de obra qualificada e um povo bom. “Precisamos criar condições para que as coisas possam acontecer.

Água mineral

Zezinho reforçou ainda a defesa de seu projeto que estabelece parâmetros e padrões mínimos para a correta identificação e diferenciação das embalagens, retornáveis ou não, da água adicionada de sais, diferenciando-as das embalagens de água mineral natural e da água natural, bem como estabelece vedação de envase em garrafões de uso exclusivo de uma envasadora por outras que não a detentora da marca moldada no garrafão.

Ele disse que alguns colegas deputados questionaram sua propositura, mas ele disse que sua intenção é de preservar o consumidor. “É preciso separar de água mineral da água de torneira misturada com sal. A OAB se interessou pelo tema e vai se aprofundar nisso. Peço aos colegas deputados que pesquisem sobre este tema e tragam contribuições. Temos que priorizar o consumidor”.

Foto: Jadilson Simões