Por Wênia Bandeira

Os servidores da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) estão comemorando o momento que a Casa vive e dizem ter muito o que festejar neste Dia do Servidor, comemorado nesta quarta-feira, 28. As comemorações pela data foram adiadas ainda sem perspectiva de quando poderão ocorrer.

O presidente do sindicato da Casa, Antônio Geraldo da Silva, falou que a comemoração irá acontecer, mas não é possível saber quando. Ele explicou que muitos dos trabalhadores estão inclusos no grupo de risco na pandemia do Novo Coronavírus.

“A gente procura fazer comemorações para que todos possam participar, este ano a gente está proibido de fazer qualquer aglomeração e a gente pede a compreensão de todos para que depois a gente possa retomar as nossas festividades. Assim que a vacina for liberada e que a gente possa sair para uma comemoração sem o risco de colocar sua vida em risco, a gente vai voltar com a programação de festa”, afirmou.

Este ano, segundo Geraldo, foi de ganhos para a classe. Muitos destes ganhos foram conquistados com a atual mesa diretora para melhorar a qualidade do trabalho dos servidores da Casa.

“São muitas melhorias que passam desapercebidas, nesta gestão da presidência do deputado Luciano Bispo a gente tem tido avanços, a gente teve melhorias no setor de trabalho, no setor médico da Casa, cursos dentro da própria instituição. Tudo isso a gente tem conseguido com a atual presidência”, declarou.

Entre as conquistas está a realização do primeiro concurso público da história da Alese. Em setembro, a Mesa Diretora encerrou as convocações dos aprovados com mais de 100 candidatos convocados.

“O concurso transcorreu normalmente, passaram aqueles que tinham capacidade e foram convocados todos. Nós agradecemos ao presidente Luciano por ter concordado com o sindicato e para gente foi um sonho realizado em ver pessoal concursado na Casa”, falou o presidente do Sindicato.

Entre os servidores com décadas de experiência na Alese está Washington Guimarães, servidor do gabinete do deputado Luciano Pimentel. Ele trabalha na Assembleia há 36 anos e diz que está feliz em ter passado por tantos momentos.

“Eu já vi muita coisa boa aqui, principalmente em dois momentos. Vi o tempo de Guido Azevedo e de Luciano Bispo, os dois melhores presidentes que a Casa já teve porque sempre olhou para os funcionários, incorporou melhorias e ajudou na qualidade de vida de todos”, disse.

Com 22 anos de Casa, Marcos Dávila Ribeiro, servidor do setor de Departamento Pessoal, afirmou que se sente bem em atuar na Alese pela forma como é tratado pelos colegas de trabalho.

“O prazer de trabalhar, de servir, de prestar um bom serviço para a Assembleia de uma forma geral. É um trabalho prazeroso, apesar dos contratempos, mas no contexto é um trabalho que a gente é reconhecido, que tem apoio e que tem equipamentos”, declarou.

Ele ainda salientou que é preciso valorizar a classe pela importância que tem no funcionamento do país. “É um ano atípico, mas a gente não deve deixar de comemorar esta data, porque nos lembra o quanto a gente é importante para o serviço público, é bom ser lembrado”.

Em seu primeiro ano comemorando a data, o técnico legislativo efetivo Jorge Luiz, lotado na TV Alese, relembrou os esforços feitos para passar no concurso público. Ele disse que todo este esforço é motivo suficiente de alegria em estar neste cargo.

“É uma sensação única, um sonho realizado. Depois de muita dedicação, de muito esforço em busca de um cargo público, estar do outro lado, sendo servidor, é uma realização. Agora é trabalhar para oferecer um serviço de qualidade aos cidadãos”, falou.

Com a pandemia, as comemorações tiveram que ser adiadas, mas ele afirmou que irá festejar de forma diferente. “Com tudo isso que está acontecendo chega a ser difícil comemorar, mas não deixo de agradecer por ser servidor, de celebrar o alcance desse objetivo, acho que todos nós fazemos isso”.

Foto: Joel Luiz