O líder da oposição na Assembleia Legislativa, deputado Capitão Samuel (PSL), usou a tribuna na manhã desta terça-feira (18), no Pequeno Expediente da sessão legislativa para pedir o apoio da bancada do Governo na Alese, na tentativa de negociação da família militar, com o Governo do Estado em relação à Lei de Subsídios para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. “Nos reunimos ontem para definirmos quais os pedidos serão feitos ao governador Jackson Barreto e ao secretário Mendonça Prado”, disse.

Segundo Samuel, todas as categorias estão em greve e lutando para por em vigor uma lei aprovada em maio do ano passado, no período da eleição, pelo governador Jackson Barreto (PMDB) e a única instituição que ficou fora da aprovação dessa lei foi a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. “E essas foram as únicas categorias que não fizeram greve, nem abandonaram a sociedade, principalmente por entender que, neste momento de insegurança a população não pode ficar a mercê da bandidagem”, ressaltou.

“Infelizmente”, afirma o líder da oposição, o Governo ainda não fez cumprir a Lei de Subsídios dos Militares, por isso decidiram se reunir para formatarem uma proposta de diálogo com o governo. “Temos a certeza de que a lei não causa ônus, porque entra no gatilho do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal. Os militares só querem ser bem tratados como os demais servidores. Sabemos que o governo tem condições de pagar a promessa que fez durante a campanha”, finalizou Samuel Barreto.

Por Glice Rosa – Agência de Notícias Alese

Foto: César de Oliveira