Por Wênia Bandeira

O deputado Rodrigo Valadares (PTB) subiu à tribuna, nesta terça-feira, 10, para falar sobre o caso da vacina não aplicada esta semana em Aracaju. Um vídeo circulou pelas redes sociais mostrando uma profissional de enfermagem que coloca a agulha da seringa no braço de uma mulher e retira sem injetar a vacina.

O parlamentar falou que é preciso investigar para saber se este é foi um caso isolado ou estava sendo repetido pela enfermeira durante a campanha de imunização contra a covid-19. Ele salientou que é preciso saber as razões do acontecido.

“A gente não está crucificando nem chegando com acusação contra essa profissional, ninguém sabe se ela realmente esqueceu de apertar, se ela estava nervosa por estar sendo filmada ou se existiu dolo, quem deve apurar isso é o Ministério Público, quem deve julgar é o judiciário e também é o Conselho Regional de Enfermagem (Coren). Mas o que nos preocupe é que caso tenha havido dolo, outras pessoas podem ter sido prejudicadas”, declarou.

O deputado disse que sua equipe jurídica está estudando o caso para noticiar a prefeitura da capital com o intuito de que seja iniciado um processo administrativo para apurar todas as pessoas que podem ter sido imunizadas por aquela profissional. Ele quer que seja realizado o exame de anticorpos nestas pessoas.

“A gente espera que a prefeitura tome esta providência, é uma questão de processo administrativo, que entre em contato com estas pessoas que podem ter sido prejudicadas, é uma questão de vidas”, afirmou.

As declarações ocorreram durante a sessão da Assembleia Legislativa de Sergipe.

Foto: Jadilson Simões