A presidente da Secretaria Especial da Saúde da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, (Unale), deputada estadual Goretti Reis (PMDB), participou em Belém do Pará do Seminário Conscientização: Câncer, Empoderamento e Superação, se reuniu na tarde da última quinta-feira 24, com deputados que compõem e integram outras secretarias da Unale, para elaborar uma pauta de atividades para o primeiro semestre de 2017.

 
Enfermeira de formação a parlamentar é conhecedora das dificuldades que enfrentam os que precisam de atendimento específico no sistema público de saúde, Goretti Reis deixou claro que é preciso melhorar as políticas públicas de assistência a pessoas com câncer de mama e próstata oferecendo tratamentos avançados que possam minimizar as dificuldades enfrentadas pelos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “Não podemos aceitar que pessoas morram por falta de atendimento ou por interrupção no tratamento. Essas pessoas dependem de nós e temos a responsabilidade de cumprir a constituição para garantir os direitos”, afirmou.

Para ela, as definições importantes sobre a política do câncer de mama precisam estar claras para que uma lei possa ser viabilizada em todos os estados com a obrigatoriedade da notificação do caso diagnosticado. “O câncer não espera, se não dermos tempo para a doença se espalhar, assim que for notificada, teremos mais chances de cura. É isso que defendemos”, observou.

Outro assunto debatido na reunião, onde estavam presentes os deputados Neidson de Barros (PT do B-RO), Raimundinho da Saúde (PTN- AC), Celise Laviola ( PMDB- MG), presidente da secretaria da mulher e Georgio Passos (PTC-SE) secretário da pasta da Juventude da Unale, foi o valor da tabela do SUS e a ausência de incremento financeiro do Ministério da Saúde para viabilizar a realização de cirurgias eletivas. “Pensar que ainda hoje temos filas para realizar cirurgias de hernias e amígdalas. Precisamos mudar os conceitos de atendimento público da saúde”, enfatizou.

Ao fim da reunião uma agenda de pautas foi elaborada e constam os seguintes assuntos: fluxo e encaminhamentos do câncer; notificação do câncer; encontro com os presidentes do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Mário Guimarães Junqueira e Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) João Gabardo dos Reis (RS), para tratar da lei da notificação e com isto fortalecer as leis existentes sobre tempo limite para iniciar o tratamento contra a doença.

Por Assessoria Parlamentar