O deputado Gilson Andrade (PTC) utilizou a tribuna no pequeno expediente desta manhã, 18, para emitir seu pesar pela morte de dois gestores municipais: o prefeito de Cedro de São João, Claudionor Vieira de Melo (DEM) e o de Santa Luzia do Itanhy, Paulo Cesar Soutelo (PSDB), ocorridas nos últimos oito dias. “Em oito dias Sergipe perdeu de forma abrupta dois gestores municipais que estavam em pleno exercício de suas funções como prefeitos. Isso nos serve de reflexão para avaliarmos o quanto hoje está sendo estressante e desgastante exercer a função de gestor municipal. É necessário urgentemente esse país fazer uma reforma tributária para que se distribua não só compromissos e afazeres, mas também, se distribua de maneira mais adequada todos recursos para que os prefeitos possam verdadeiramente atender as demandas dos seus munícipes”, enfatizou Gilson Andrade. “Paulo César foi gestor daquele município por quatro mandatos, e isso demonstra seu carinho, e compromisso com aquele povo, aquela gente. Ele assumiu Santa Luzia do Itanhy durante esse mandato com muita dificuldade e muitas dívidas, mas logo nesses dois primeiro anos conseguiu arrumar o município do ponto de vista financeiro. Infelizmente quando começou a desenvolver algumas ações faleceu. Paulo César deixa seu maior legado que é a dedicação ao povo luziense, principalmente por aqueles mais carentes e que necessitam da ação do poder público. O grande exemplo de quanto era querido foi ontem, em seu sepultamento, com a presença de centenas de pessoas”, lamentou o parlamentar se referindo a morte do prefeito de Santa Luzia do Itanhy.