Por Assessoria Parlamentar

 

 

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) chamou a atenção hoje (18) para a importância da vacinação contra a poliomielite, cuja campanha nacional – iniciada no último dia 5 de outubro – encerra-se nesta sexta-feira (30).  A preocupação da parlamentar é fundamentada nos dados do próprio Ministério da Saúde.

Segundo o MS até a última segunda-feira (26), cerca de 50,4 mil crianças sergipanas tinham sido vacinadas, o equivalente a 37,3% do público-alvo, ou seja, meninas e meninos de um a cinco anos de idade. A meta estabelecida para o Estado é de 135 mil crianças.

 “O poliovírus, que causa a poliomielite é um vírus que vive no intestino e tem efeitos muito nocivos. Em casos de infecção das células nervosas que controlam os músculos respiratórios e de deglutição, pode inclusive levar crianças e adultos à morte”, alertou Maria Mendonça, lembrando tratar-se de uma doença infectocontagiosa aguda.

De acordo com especialistas, a infecção causada pelo Poliovirus pode atacar o sistema nervoso, destruindo os neurônios motores e provocando a paralisia nos membros inferiores. “É muito sério isso! Os pais e responsáveis devem ter todo esse cuidado, para que as crianças não venham a ter a vida sacrificada”, afirmou.

No Brasil, cerca de 7 milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra a paralisia infantil. A população-alvo estimada é de 11,2 milhões. A vacina é gratuita e está disponível  em todas as unidades de saúde da capital e interior do Estado.