O deputado estadual Georgeo Passos (PTC) ocupou a tribuna nesta quinta-feira, 17, para criticar o posicionamento do Governo Federal na construção do novo pacote fiscal, corroborando com as declarações do senador Paulo Paim (PT-RS), que demonstrou apreensão com as propostas encaminhadas pela presidente Dilma Rousseff.

 

“Este pacote contribuirá para a resseção e o desemprego, indo em contramão do que clama a sociedade nas grandes manifestações que têm ocorrido no Brasil nos últimos meses”, argumentou Georgeo. Para o parlamentar, o grande prejudicado com a proposta é o povo, pois ao criar novos tributos sobre mercadorias e setores de produção, empregos poderão ser perdidos.

 

Georgeo também criticou a adoção da CPMF como novo modelo de arrecadação, bem como sua aplicação, onde boa parte dos recursos que poderão ser arrecadados ficarão sob responsabilidade da União. “Mais uma vez percebemos que, pelo visto, as coisas não vão mudar novamente”, lamentou o parlamentar.

 

“Sou contra a criação da CPMF, mas os Governadores sugeriram que o imposto fosse de 0.20% para a União, 0.9% para municípios e 0.9% para estados, indo na contramão do que defendemos dentro do Pacto Federativo […] Defendemos que Estados e municípios precisam de mais recursos e, ao invés dos governadores brigarem em favor dos seus municípios, mantém a maior fatia da proposta para a União”, concluiu Georgeo.

 

Fonte: Ascom Parlamentar Dep. Georgeo Passos

Foto: César de Oliveira