A Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) esclarece que não procede a informação veiculada no site NE Notícias de que haja vários servidores com diagnóstico de Covid-19 trabalhando na instituição. 

Desde o início da pandemia, em março deste ano, foram adotadas medidas rigorosas de prevenção à doença e protocolos de segurança, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Diretoria de Atenção à Saúde da Assembleia de Sergipe. 

As Sessões Plenárias passaram a ser remotas com a presença de um quantitativo mínimo de profissionais. As galerias estão fechadas para o acesso da população e diariamente o plenário passa por procedimentos de desinfecção total. Nas entradas de acesso nos prédios da Alese, há medição de temperatura e aplicação de álcool gel.

Os casos que testaram positivo no primeiro semestre foram noticiados para a imprensa, inclusive o do próprio presidente Luciano Bispo e demais parlamentares, num ato de transparência, responsabilidade e segurança de saúde pública que a gestão da Assembleia de Sergipe preza, priorizando a saúde e bem-estar dos colaboradores sejam servidores efetivos, comissionados ou terceirizados.

A Assembleia Legislativa de Sergipe informa ainda que, em caso de suspeita de contaminação de algum servidor pela Covid-19, será realizado o afastamento imediato das funções, disponibilizado exame médico necessário para identificação da doença.

Foto: Joel Luiz