Por Wênia Bandeira

A deputada Maria Mendonça (PSDB) subiu à tribuna, nesta quarta-feira, 15, para fazer um apelo ao Governo do Estado e às prefeituras municipais em nome do magistério. Ela solicitou que os recursos sobressalientes sejam repartidos.

A parlamentar citou uma frase de Nelson Mandela que diz que “A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”. Ela afirmou que é preciso dar maior atenção a este setor.

“Falar da sua importância para a sociedade é extremamente necessário, sendo assim entendemos que deve ser priorizada por todos os gestores públicos. Assim, não poderíamos deixar de no dia de hoje nos somarmos aos anseios do Sintese”, declarou.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Estado de Sergipe (Sintese) está veiculando nos mais diversos meios de comunicação a afirmativa que há sobras de recursos da educação na rede estadual e nos 74 municípios.

“Mais uma vez apelamos à sensibilidade do governador Belivaldo Chagas para que encaminhe a esta Casa um projeto de lei que autorize viabilizar o rateio de tais sobras com os profissionais da educação conforme estabelece a legislação”, disse.

Maria Mendonça falou que informações da secretaria da fazenda e das prefeituras mostram que estão sobrando recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) no montante de R$ 68.766 milhões, e de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (MDE) na ordem de R$ 277.585 milhões.

As declarações ocorreram durante o pequeno expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa de Sergipe.

Foto: Jadilson Simões