A deputada estadual Maria Mendonça (PP) defendeu na manhã desta segunda-feira (4), que o Governo do Estado convoque os demais médicos legistas, aprovados no último concurso público, para suprir as necessidades do Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe. “Dos 15 aprovados, só cinco foram chamados. Esse déficit gera dificuldade para a própria estrutura e para os que necessitam de atendimento”, disse a parlamentar.

Para Maria Mendonça, essa luta por mais médicos legistas não deve ser apenas da Frente Parlamentar dos Direitos da Mulher, cujos integrantes foram, no início da manhã de hoje, conhecer a estrutura do Instituto Médico Legal (IML). “A defesa dessa reivindicação deve ser do Poder Legislativo como um todo”, afirmou a deputada.

Melhor atendimento – No início da manhã, Maria e os demais membros da Frente Parlamentar, presidida pela deputada estadual Goretti Reis (PMDB), também, foram conhecer a estrutura do IML, bem como da Coordenadoria da Mulher, do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ-SE).

Em ambos os locais, os parlamentares foram recepcionados por representantes dos dois segmentos, conheceram as carências e avaliaram o que pode ser melhorado para garantir um atendimento digno às mulheres vítimas de qualquer tipo de agressão.

“Ao final, será elaborado um relatório de tudo o que vimos e a Frente o encaminhará ao Governo do Estado para que medidas sejam adotadas, no sentido de oferecer melhor condição às mulheres que necessitam de atendimento”, frisou Maria Mendonça.

Por Ana Mendonça, Ascom Parlamentar Dep. Maria Mendonça