A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) acompanhou, nesta quinta-feira (26), uma palestra sobre o Dia Nacional da Caatinga, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). Após ouvir a explanação do engenheiro florestal, Elísio Marinho, a parlamentar questionou quais ações estão sendo empreendidas pelos órgãos ambientais do Estado no sentido de “garantir o desenvolvimento sustentável desse bioma, considerando que é o ecossistema brasileiro que mais tem sofrido com o uso indiscriminado dos seus recursos”.

Em sua fala, Maria Mendonça demonstrou preocupação com os dados apresentados pelo técnico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Semarh). Segundo ela, embora presente em 42 dos 75 municípios sergipanos, o bioma não tem recebido o devido cuidado. “Em 28 desses municípios, o ecossistema já enfrenta um processo de desertificação e nosso Estado possui apenas quatro áreas de conservação”, disse ao ressaltar que quando as políticas públicas de conservação ambiental não são efetivadas, “estamos tirando das futuras gerações o direto à sobrevivência”.

Maria Mendonça reconheceu haver uma carência de técnicos nos órgãos ambientais do Estado para possibilitar a ampliação da atuação em defesa dessas questões, mas ponderou também ser preciso estimular “práticas de convivência com o semiárido” que gerem trabalho e renda para os agricultores familiares sergipanos. “Infelizmente, é uma riqueza desconhecida”, apontou Maria, defendendo ações de conscientização ambiental, para que a população também seja engajada na defesa desse que é o único bioma exclusivamente brasileiro.

Por, Assessoria Parlamentar

Foto: Jadilson Simões- Alese