A deputada estadual Maria Mendonça demonstrou hoje (9) a sua preocupação com o movimento Polícia Legal, adotado por policiais militares que reivindicam, especialmente, melhores condições de trabalho. “Entendemos a posição dos militares que vêm enfrentando sérias dificuldades. São pais de famílias que, de forma aguerrida, saem de suas casas e, diariamente, arriscam a própria vida para garantir a segurança da população. Compreendemos que o mínimo que o Estado deve fazer é lhes disponibilizar condições dignas para que possam exercer a sua função com maestria”, defendeu a deputada.

 

Para a parlamentar, é complicado exigir que o servidor cumpra devidamente o seu ofício, enquanto o Estado não cumpre a parte que lhe cabe. “Os coletes à prova de bala, usados pela categoria, estão com validade vencida; as viaturas com pneus carecas, sem as mínimas condições de uso, pondo em risco não só a segurança dos militares, mas a da própria população”, citou Maria, ressaltando que, apesar de tudo, a Polícia está nas ruas, cumprindo o seu papel, mas precisa ter efetivas condições de trabalho, senão fica comprometida qualquer ação ostensiva ou investigativa.

 

Maria voltou a dizer que o Governo precisa planejar a gestão de modo a priorizar, de fato, o que precisa. “E a segurança pública, com certeza, deve estar inserida no rol das prioridades estatais. Clamamos ao governador (Jackson Barreto) que conceda atenção especial à problemática enfrentada, garanta dignidade ao trabalhador e adote providências necessárias à convocação dos aprovados no último concurso”, sugeriu Maria.

 

A deputada lamentou que nas hostes do Governo tenha se internalizado como justificativa para determinadas omissões, a tão a propalada crise econômica que afeta, não somente Sergipe. “Todos os Estados sofrem com o mesmo problema. Mas, mesmo com dificuldades, quem planeja consegue administrar. Temos diversos exemplos, aqui em Sergipe, de municípios que estão à beira de um colapso financeiro, enquanto outros honram todos os seus compromissos em dia. Para nós, resta-nos clara a certeza de que isso é planejamento, é definição de prioridade, é compromisso com o coletivo”, falou Maria.

 

Fonte: Ascom Parlamentar Dep. Maria Mendonça