Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

 

O deputado estadual Luciano Bispo (MDB), ao término da sessão remota dessa quarta-feira (3), quando membros da diretoria do Banco do Estado de Sergipe (Banese) foram até a Assembleia Legislativa para explicar as ações da instituição durante a pandemia do novo coronavírus (COVID-19), reconheceu o esforço dos banesianos para darem respostas positivas à sociedade sergipana.

“Espero que os deputados estaduais tenham acompanhado toda essa discussão e ouvido os representantes do Banese. Existem muitos questionamentos, todos nós temos consciência das dificuldades que atravessam os nossos micro e pequenos empresários. Todos estão sofrendo, é um momento difícil, ninguém estava preparado e não sabemos nem o tamanho e nem onde isso vai parar”, argumentou o presidente da Alese.

Em seguida, Luciano Bispo disse que se trata de uma pandemia mundial, mas reconheceu a exposição feita pelos diretores do Banese. “Eles (banesianos) vieram aqui, fizeram a exposição, se colocaram a disposição para responderem a todos os questionamentos dos deputados. E até quem ficou com alguma dúvida eles ficaram a disposição para receber no banco e explicar o que for necessário”.

Caixa Econômica Federal

Luciano Bispo aproveitou para exaltar também o trabalho que vem sendo realizado pela Caixa Econômica Federal, durante essa pandemia, em todo o País. “Eu vejo muitas críticas nas ruas, com pessoas criticando as filas da Caixa. Eu penso exatamente o contrário! A Caixa Econômica deu um verdadeiro show para o mundo inteiro ver, abrindo 40 milhões de contas em um intervalo de 10 dias”.

Ainda segundo o presidente da Alese, o governo dos Estados Unidos, por exemplo, sofreu para ajudar e só conseguiu via Imposto de Renda. “Graças ao R$ 600 o Brasil está atravessando um momento menos ruim! Se não fosse esse valor, nós políticos não sairíamos nas ruas, os comerciantes estariam sendo saqueados. Isso tem ajudado o povo”.

“Não é que isso vai resolver, mas pelo menos é um alento para garantir o alimento dentro de casa! Existem distorções e equívocos, sim, mas no geral é muito bom para a população. Em minha terra, em Itabaiana, são de 18 a 20 mil pessoas contempladas. São quase R$ 10 milhões no mercado daquele município num intervalo de três ou quatro dias. É o dinheiro circulando! Não teve um País no mundo que não sofresse e nós vamos sair melhores dessa pandemia em relação a como entramos”, completou.

Foto: Jadílson Simões