Por Wênia Bandeira

O deputado Iran Barbosa (PT) subiu à tribuna, nesta terça-feira, 14, para falar sobre atos de servidores que estão acontecendo esta semana. As centrais sindicais estiveram no centro da cidade de Aracaju para protestar contra a reforma administrativa, que tramita no Congresso Nacional.

Ele informou que, nesta segunda-feira, 13, os representantes estiveram no aeroporto de Brasília dialogando com os parlamentares da bancada sergipana para que não votem a favor da proposta. Trata-se de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que modifica diversos pontos do serviço público.

Já em Nossa Senhora do Socorro, servidores municipais estão paralisados em um ato organizado pelo SindSocorro, além dos sindicatos dos agentes comunitários de saúde e endemias, dos enfermeiros, dos odontólogos, dos farmacêuticos, com apoio da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

“Os servidores estão reivindicando a revisão geral dos anos de 2020 e 2021 que não tiveram direito até agora. A alegação do prefeito é de que a Lei Complementar 173/2020 proíbe isso, argumento que caiu por terra, em função tanto da posição do Tribunal de Justiça de Sergipe como do Tribunal de Contas”, afirmou Iran Barbosa.

As declarações ocorreram durante o pequeno expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa de Sergipe.

Foto: Jadilson Simões