Na condição de líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Francisco Gualberto (PT) fez uma previsão otimista para o começo dos trabalhos na Casa, após o recesso parlamentar e avalia que o ano será marcado por uma série de debates acalorados, por conta da proximidade do período eleitoral, mas que todos serão respeitosos entre a situação e a oposição.

Para Gualberto sobre sua liderança na Casa não há de se esperar nada a mais do trabalho que ele vem realizando ao longo dos últimos anos. “A política é muito dinâmica. Muitas vezes você chega na Assembleia acreditando que terá um dia mais tranquilo e, de repente, surge uma polêmica ou uma dificuldade, algo que acaba gerando um debate, mas isso faz parte do parlamento”.

Em seguida, o petista garantiu que não faltará, de sua parte, responsabilidade e empenho, além de respeito aos companheiros de bancada e da oposição. “Mas vamos sim demarcar nosso lado, que é o nosso perfil aqui na Casa. Enquanto aqui eu estiver, vou manter minha posição de não vacilar diante de algumas situações. Não faço a política oportunista, de que se estiver bom, estou junto, e se não estiver, estou fora”.

Gualberto pregou o enfrentamento a todas as dificuldades. “Sergipe não é uma ilha e está claro que depois do golpe, a crise econômica e financeira assolou o País e tem se aprofundado por aqui”.

Por fim, Gualberto confirmou o entendimento de que teremos um ano mais “intenso” na Casa Legislativa. “Teremos debates mais acalorados em 2018, mas respeitosos. No ano eleitoral isso é mais natural, muitas vezes pela emoção, outras vezes pela razão, mas tem que ser assim mesmo com a disputa de projetos e concepções ideológicas. É da democracia brasileira que precisa funcionar como instrumento importante para o nosso povo”, finalizou, descartando possíveis “baixas” na bancada. “Temos uma bancada sólida, responsável e consciente do papel que tem”.

Da Agência de Notícias Alese

Foto: Jadílson Simões