Por Kelly Monique Oliveira

A deputada estadual Goretti Reis (PSD) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa de Sergipe na manhã desta quarta-feira, 06, para falar sobre as escolas do município de Lagarto e a programação da Procuradoria Especial da Mulher da Casa Legislativa (PROMU/Alese) para este mês, dedicado à Campanha de Prevenção do Câncer de Mama, o Outubro Rosa.

A deputada fez críticas à prefeita de Lagarto, Hilda Ribeiro, em relação ao retorno das aulas presenciais no município. Goretti Reis informou que se reuniu com o secretário de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), Josué Modesto dos Passos Subrinho, e que ele relatou uma reunião com todos os prefeitos para saber da logística para o retorno das aulas presenciais nas redes públicas estadual e municipal, mas a gestora de Lagarto tomou como posição de não retomar as aulas presenciais.

“Infelizmente, sabemos das sequelas da pandemia que essas crianças passam com ausência do convívio social, integração com os demais colegas e de todo o processo de ensino-aprendizagem. A gente vê o posicionamento da gestora como retrocesso, pois sabemos que os recursos não deixaram de chegar no município, seja nos convênios de transporte ou da merenda escolar”, colocou.

Goretti Reis questionou se o município de Lagarto está na relação do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) no quesito investigação dos desvios de recursos da Covid em mais de 30 prefeituras.

“A gente pergunta se o município de Lagarto está incluso nessa lista, porque sabemos do grau de parentesco que tem o presidente do TCU, que é sogro da prefeita, pois a cidade teve várias denúncias sobre a questão da aplicação do recurso em relação à covid. Não podemos deixar de trazer essa voz do povo lagartense, dos alunos da rede municipal e da rede estadual dentro daquele município para a cobrança efetiva a gestora local”, destacou.

Na sequência, a parlamentar anunciou as ações que a Procuradoria Especial da Mulher da Casa Legislativa (PROMU/Alese) vem realizando durante a Campanha Outubro Rosa, a exemplo da iluminação do prédio da Alese na cor rosa durante a noite, distribuição de laços rosas nas salas, realização do exame de mamografia para todas as servidoras da Alese, arrecadação de lenços por meio da Campanha Doe Lenços, onde existem vários pontos de entrega como nos departamentos do órgão, shoppings Jardins e Rio Mar, entre outros.

Foto: Jadilson Simões