Por Wênia Bandeira

O deputado George Passos (Cidadania) usou a tribuna nesta terça-feira, 23, para falar dos problemas com o abastecimento de água nos municípios de São Miguel do Aleixo, Nossa Senhora Aparecida, Moita Bonita e Ribeirópolis. As declarações aconteceram na sessão mista da Assembleia Legislativa de Sergipe.

“Estivemos no último sábado visitando os moradores do Povoado Malhada das Capelas. Uma senhora que já está há quatro meses sem uma única gota d’água, disse a água deveria vir do Rio São Francisco, mas infelizmente o serviço não está funcionando”, contou o parlamentar.

Ele lembrou que estamos no momento dessa pandemia em que se pede muito cuidado com higiene e lavagem constante das mãos. Nessa localidade, ele disse que tem água apenas advinda dos barreiros.

“O mais grave é que o talão de água chega do mesmo jeito sem uma gota de água, mesmo não recebendo nada de água durante o mês, a conta de água chega. E se as pessoas não pagarem essa conta, podem ter o seu nome levado ao SPC e Serasa e ficarem negativadas por uma péssima prestação de serviço por parte da DESO”, acrescentou.

Georgeo ainda falou que esteve com o diretor de operações da companhia, Carlos Anderson, solicitando que equipes da empresa possam ir até essa localidade para verificar o que está acontecendo. Ele informou também que vai protocolar um projeto de lei para que a DESO seja proibida de inscrever essas pessoas no SPC e Serasa quando não fornece água.

O deputado Adailton Martins (PSD) solicitou a presença na Alese do diretor-presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe, Carlos Melo, para esclarecer os problemas encontrados nas localidades citadas, além da cobrança de esgoto nas faturas.

“Para esclarecer os investimentos que a DESO está fazendo para que haja melhoria de atendimento de água para a população daqueles municípios que está sendo prejudicada. Não tem quem aguente, quem paga a água, paga ainda 80% da taxa de esgoto e o povo está sofrendo, está reclamando”, afirmou.

Covid-19

Georgeo Passos falou que o governador Belivaldo Chagas reclamou em entrevista a uma emissora de rádio a respeito de um vídeo que o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE),  lançou nesta segunda-feira, 22. O senador fez uma cobrança pública para evitar que Sergipe tenha um agravamento na pandemia .

“Sergipe hoje está empatado com o Acre, e olhe que o Acre está impactado com outras calamidades como enchentes, outras situações bem piores que o estado de Sergipe. O senador solicitou que o governo estadual tem que coordenar mais de perto essas situações, sabemos que muitos municípios têm dificuldades”, declarou.

Foto: Pixabay