No próximo dia 17, a Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), realizará no Grande Expediente da sessão plenária, uma palestra sobre Fibrose Cística. Na oportunidade, a temática será apresentada pelo presidente Associação Brasileira de Assistência à Mucoviscidose (ABRAM) e pela médica especialista em fibrose cística e coordenadora do ambulatório de fibrose cística do Hospital Universitário de Sergipe, Daniela Góis Meneses. A iniciativa é da deputada estadual Ana Lúcia.

Fibrose Cística
Fibrose Cística é uma doença genética, crônica, que afeta principalmente os pulmões, pâncreas e o sistema digestivo. Atinge cerca de 70 mil pessoas em todo mundo, e é a doença genética grave mais comum da infância. Um gene defeituoso e a proteína produzida por ele fazem com que o corpo produza muco de 30 a 60 vezes mais espesso que o usual. O muco espesso leva ao acúmulo de bactéria e germes nas vias respiratórias, podendo causar inchaço, inflamações e infecções como pneumonia e bronquite, trazendo danos aos pulmões.
Esse muco também pode bloquear o trato digestório e o pâncreas, o que impede que enzimas digestivas cheguem ao intestino. O corpo precisa dessas enzimas para digerir e aproveitar os nutrientes dos alimentos, essencial para o desenvolvimento e saúde do ser humano. Pessoas com fibrose cística frequentemente precisam repor essas enzimas através de medicamentos tomados junto às refeições, como forma de auxílio na digestão e nutrição apropriadas.

 

Por Agência de Notícias Alese com informações ABRAM
Foto: Divulgação