Por Kelly Monique Oliveira

Publicada no Diário Oficial do Estado, a Lei nº 8.785 que declara oficialmente a “Festa do Vaqueiro” da Cidade de Porto da Folha, que ocorre anualmente no mês de setembro, como “Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de Sergipe” e a inclui no Calendário Oficial de eventos do Estado.

O festejo, de acordo com a autora da propositura, deputada estadual Goretti Reis (PSD), atrai cerca de 70 mil pessoas, diariamente, circulando no município e é considerada a maior “pega boi” na caatinga do mundo, com visitantes de várias cidades sergipanas, da Bahia, Alagoas e Pernambuco.

A festa de Porto da Folha foi criada em 1969 e um de seus promotores foi Antônio Alves de Farias, onde a “pega boi” era o esporte do vaqueiro nas horas de folga. Em 1970, devido a uma grande seca, os vaqueiros não realizaram a festa, mas a partir de 1971 ela passou a acontecer anualmente.

Foto: Freepik