Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

O terceiro dia do 2º Simpósio Constituição de Sergipe, nessa quinta-feira (10), foi encerrado com o painel “A memória da Constituição Estadual de 1989”, em uma exposição “descontraída” dos deputados constituintes Reinaldo Moura e José Carlos Machado. O evento é uma iniciativa da Assembleia Legislativa e é parte da programação das comemorações dos 30 anos de promulgação da Constituição Estadual de 1989.

Ao fazer sua exposição o conselheiro aposentado do Tribunal de Contas, Reinaldo Moura, parabenizou o presidente e deputado Luciano Bispo (MDB) pelo documentário produzido pela TV Alese que faz um levantamento histórico da período da Constituinte. Reinaldo fez uma saudação ao diretor de Comunicação da Casa, Marcos Aurélio

Conselheiro aposentado Reinaldo Moura

Reinaldo agradeceu muito pela generosidade do deputado Luciano Bispo em convidá-lo entre tantos parlamentares constituintes ainda vivos e que poderiam dar o testemunho pessoal dos acontecimentos. “Foram 24 pessoas que tiveram uma responsabilidade muito grande no nosso pequenino Estado. Depois da Constituinte de 1988, convocada e presidida por Ulisses Guimarães, tivemos uma Constituição democrática que expressava e resguardava a liberdade”.

O ex-deputado ainda enalteceu Ulisses Guimarães pela Constituição Cidadã que, segundo ele, foi um grande líder que marcou sua história no processo de redemocratização nacional. “No prazo de um ano tínhamos que elaborar a nossa Constituição Estadual. Após a eleição, o PT passou a ser o fiel da balança na Casa, com os deputados Marcelo Ribeiro e Marcelo Déda (in memoriam). Os governadores eleitos seguiram a preponderância do PMDB, mas Sergipe era a exceção quando elegeu o candidato do governador João Alves Filho, Antônio Carlos Valadares”.

Reinaldo lembrou dos embates duros que foram travados, mas ressaltou que todos foram muito respeitosos, até que foi criada em Sergipe a Comissão Pré-Constituinte. Ele pontuou que diversas entidades da sociedade civil foram ouvidas e colaboraram com a elaboração da Constituição Estadual. “Essas pessoas percorriam os gabinetes, discutiam e faziam pressão na exata proporção. Aquela situação era carregada de emoção e é importante registrar que sem nenhuma interferência do governador. As divergências ideológicas se encerravam no plenário”.

“Foi um trabalho volumoso, cansativo e que muitas vezes se estendia por todos os expedientes. Ressalto o trabalho incansável de Nicodemos Falcão, que tinha uma fé religiosa e muita paciência em busca do consenso. Os membros das Comissões que mais trabalharam foram Marcelo Déda e Eliziário Sobral, com inúmeras propostas de emendas absolvidas no texto final. Todos os deputados foram importantes, sendo que uns colaboraram mais e outros menos. Vale ressaltar ainda o papel fundamental da imprensa, sempre registrando tudo, tornando aquela Constituição bastante transparente”, completou Reinaldo.

José Carlos Machado

Último painel teve exposições de constituintes

Por sua vez, José Carlos Machado também ressaltou que os debates foram intensos, mas sempre leais. Ele citou alguns fatos pitorescos da época da Constituinte e fez um reconhecimento público do deputado e presidente da Alese, deputado Luciano Bispo. “Aquela Sessão Solene, da segunda-feira (7) me encheu de emoção. Revi pessoas que não via há muito tempo”.

“Como bem disse Reinaldo Moura em sua exposição, Déda e Eliziário Sobral foram marcantes, mas todos os deputados foram importantes, uns mais e outros menos.  Eu só tenho que agradecer a todos que promoveram esta homenagem, este evento. Agradeço também ao deputado Luciano Bispo pela iniciativa”, completou José Carlos Machado.

Igor Albuquerque

O Presidente da Comissão Especial que promoveu o 2º Simpósio, Igor Albuquerque, antes do encerramento agradeceu o empenho de todos que fazem a Comunicação Social da Assembleia pela cobertura dos painéis, ressaltou o volume de temas complexos que foram debatidos. “Encerramos com chave de ouro este simpósio e quero agradecer o apoio do deputado estadual Luciano Bispo, em nome dos demais parlamentares. Nós que cuidamos da organização estamos orgulhosos com tantas pessoas acompanhando esse evento”

Antes de encerrar, Igor Albuquerque exaltou o trabalho da taquigrafia e anunciou que tudo o que foi discutido durante o 2º Simpósio estará registrado nos anais da Assembleia Legislativa e será produzido um material que ficará pronto e será distribuído em breve. “Queremos parabenizar a nossa Constituição”.

Marcos Aurélio

O diretor de Comunicação da Alese fez questão de registrar para os presentes o empenho do presidente Luciano Bispo para comprar os equipamentos e ampliar a atuação da TV Alese no Estado em sinal aberto. Marcos também ressaltou o alcance das redes sociais e o trabalho da REDE ALESE e registrou que o evento foi acompanhado por quase seis mil pessoas. “Isso é um marco!”.