Por Assessoria Parlamentar

Continuando sua luta pela regulamentação e desenvolvimento das fabriquetas de queijo do sertão sergipano, Janier Mota participou de reunião, na última quarta-feira (15), com os produtores de queijo, a secretaria de agricultura de Nossa Senhora da Glória, a Emdagro, a Adema, o Sebrae e o Banese. Na ocasião, os pequenos empresários puderam ter acesso a boas notícias, bem como tirar suas dúvidas sobre o processo do financiamento, que será disponibilizado através da linha de crédito do banco estadual.

A deputada Janier Mota, que também é sertaneja, expressou sua gratidão ao ver a concretização da linha de crédito. “Meu coração está imensamente feliz e grato. Em parceria com o Banese e os demais órgãos presentes, conseguimos a liberação desse incentivo financeiro para apoiar as queijarias do nosso sertão. Esse era um anseio meu desde a época de campanha, então é muito gratificante ver esse projeto sendo realizado”.

De acordo com o secretário de agricultura de Nossa Senhora da Glória, Djalci Aragão, vários atores precisaram se somar para que isso acontecesse. “Inclusive, uma dessas peças fundamentais foi a deputada Janier. Todos tivemos que dar as mãos para que esse projeto se concretizasse, conseguimos destravar algumas coisas, inclusive as licenças com a Adema, que nesta nova gestão deu uma celeridade incrível às liberações”, afirmou.

Sobre as licenças, o presidente da Adema, Gilvan Dias, informou que, de duas mil licenças pendentes, a nova gestão já conseguiu baixar para 800 e pretende finalizar todas as pendências até o final de 2019. “Hoje já existe uma nova lei sancionada pelo governador Belivaldo Chagas, que determina que toda licença simplificada tenha o prazo máximo de 30 dias para ser liberada. Então, os processos finalmente estão andando”, disse.

Além da regulamentação, uma das necessidades é o preparo técnico dos produtores, com cursos e palestras que os capacitem ainda mais. É neste sentido, que entra a parceria com o Sebrae/SE. “Nós estamos trabalhando dando essa orientação a estes pequenos empresários. Produtos diferenciados, personalizados, com CNPJ e devidamente regularizados, é a partir daí que o produtor pode se destacar e obter um lucro maior”, explicou Luiz Inácio Toshio, diretor regional do Sebrae/Glória.

Durante a reunião, o pequeno empresário do ramo das queijarias, Alan Barros, da Laticínio Nutri, recebeu a primeira licença nesta nova administração, um momento marcante para todos os presentes. “Estou muito feliz em ter sido o primeiro contemplado, corri atrás do projeto da minha queijaria, regulamentei tudo certinho e agora estou devidamente licenciado e pronto para fazer uso dessa linha de crédito, incrementando meu negócio”, festejou.

Finalizando a reunião, Bruno Santiago, gerente de área de crédito e desenvolvimento do Banese, informou que a maior preocupação do banco é fazer um crédito de forma orientada. “Temos recursos sim e queremos investir, desde que as queijarias estejam regulamentadas. Estamos disponíveis e ao lado dos produtores para ajudar e facilitar como for preciso. Os gerentes das regionais do Banese estão todos orientados e de portas abertas para receber vocês e tirar suas dúvidas”, afirmou.

Foto: Breno Couto