Ontem, dia 5 de fevereiro, foi comemorado o dia do papiloscopista aqui no Estado de Sergipe. A data foi estabelecida através da Lei 8.332 de 7 de dezembro de 2017, cuja autoria é da deputada Sílvia Fontes (PDT).

Para quem não sabe, o papiloscopista é o profissional que usa da ciência da papiloscopia, estudo da papilas dérmicas das palmas das mãos e sola dos pés para fins de identificação.

Popularmente falando, o papiloscopista estuda as impressões digitais e trabalha com a identificação humana em diferentes vertentes, de modo especial, atua em consonância com a Segurança Pública.

“O papel do papiloscopista é fundamental na emissão de documentos importantes como a carteira de identidade. Também na área criminal, ajudando na identificação de digitais nos locais dos delitos. Mas apesar da sua importância essa é uma categoria que tem atravessado maus bocados. Por isso estou ao lado deles na busca de garantir direitos e este foi o início”, destacou a deputada.

Para o direção estadual da categoria, o estabelecimento da data que comemora o dia do papiloscopista em Sergipe tratasse de um avanço.

“É um marco. Pois a partir daí podemos estabelecer outras discussões importantes, a exemplo da melhoria da estrutura para atuação profissional e de uma legislação específica para a categoria no Estado”, enfatizou Jefferson Silva, presidente da Associação Sergipana dos Papiloscopistas (Aspac).

 

Foto: Jadilson Simôes

Por Assessoria Parlamentar