Você sabe o que foi a Batalha de Riachuelo?

A Batalha do Riachuelo foi um dos principais eventos militares ocorridos durante a Guerra do Paraguai. Aconteceu no dia 11 de junho de 1865, nas margens do rio Riachuelo, um afluente do rio Paraguai (situado na província de Corrientes, Argentina).

Um pouco da História

Esta batalha naval colocou de um lado os paraguaios e de outro os brasileiros. O Paraguai, sem conexão com o mar, queria muito controlar os rios da bacia do Prata, pois significava uma saída para o Oceano Atlântico, ou seja, uma via de transporte de pessoas e mercadorias.

Na fase inicial da guerra, o Paraguai já havia feito importantes conquistas militares, ocupando regiões da Argentina, Mato Grosso e Rio Grande do Sul. Se saíssem vencedores da Batalha do Riachuelo, iriam controlar os rios Paraná e Paraguai e dar um importante passo na conquista do Rio Grande do Sul e do Uruguai. Desta forma, poderiam fazer comércio com outros países e até receber armas da Europa.

Vitória brasileira

A estratégia paraguaia era boa. Aproveitariam o nevoeiro intenso da madrugada para atacar os navios de guerra brasileiros. Porém, um dos navios paraguaios apresentou um problema e fez com que todos outros chegassem atrasados (9h da manhã) para o ataque, num momento que o nevoeiro já havia passado. Com boas condições climáticas e visuais, as forças navais brasileiras, lideradas pelo Almirante Barroso venceram o Paraguai nesta importante e estratégica batalha.

 

Marinha Brasileira também celebra sua data em 11 de Junho

 

As Forças Armadas Brasileiras são formadas pela união do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, onde cada um faz a segurança do país de acordo com suas potencialidades.

O exército, através da terra; a aeronáutica, pelos ares e a marinha, pela água de rios e mares.

A missão principal da marinha é garantir a defesa da pátria, exercendo também a função de guarda costeira, trazendo segurança na navegação interna e externa. Como o Brasil é um país de extensa área aquática, tendo uma fronteira com mais de 8.500km, fica comprovada a importância desses serviços para a sociedade.

A Marinha Brasileira é considerada a maior da América Latina e seu criador foi o Marquês de Tamandaré.

Durante o período monárquico, no Brasil, era conhecida como arma imperial, suas embarcações trabalhavam mais no sentido de fazer o transporte da Família Real Portuguesa.

Os oficiais da marinha brasileira seguem uma hierarquia em suas funções, sendo eles: almirantes, capitães e tenentes, além dos praças, que são divididos em sargentos, cabos, marinheiros e soldados, que seguem uma escala hierárquica.

Dentro da marinha brasileira existe ainda a aviação naval, também conhecida como força aeronaval, que garante auxílio aéreo para as operações navais, quando necessário.

A frota de navios da marinha do Brasil é bem rica, chegando a aproximadamente trinta e oito tipos de embarcações diferentes. Essa frota é composta por navios do tipo aeródromo, contratorpedeiro, fragatas, submarinos, navios de desembarque de carros de combate, navio escola, navio tanque, navio de socorro submarino, navio de transporte de tropa, corvetas, de apoio logístico fluvial, patrulha fluvial, varredores, rebocadores, de assistência hospitalar, dentre vários outros.