Deputados prestigiam entrega da Medalha Armindo Guaraná no TJSE

Publicada: 17/12/2021 às 12:52

Por Habacuque Villacorte (*)

O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado estadual Luciano Bispo (MDB), prestigiou no final da tarde dessa quinta-feira (16), no auditório do Tribunal de Justiça (TJ/SE) a Sessão Solene de Outorga da Medalha Armindo Guaraná, criada pela atual gestão do Tribunal de Justiça de Sergipe e destinada a autoridades públicas, civis, militares e servidores do Poder Judiciário que tenham se destacado nas áreas da cultura, cidadania e preservação da memória.

Deputado estadual Luciano Bispo

Para Luciano Bispo não estão de parabéns apenas os homenageados, mas o presidente do TJ/SE, desembargador Edson Ulisses, pela forma como decidiu conduzir o Poder Judiciário sergipano. “Me encantou muito quando ouvi a exposição do presidente do TJ, quando ele disse que esta Casa não é apenas para julgar, mas também um espaço de valorização da vida, da Cultura, da Cidadania. Também temos que elogiar sua iniciativa de reconhecer nossos estudiosos, historiadores e pesquisadores”.

“Essa homenagem com a Outorga da Medalha Armindo Guaraná me surpreendeu ainda mais porque hoje eu tomei conhecimento que ele se tratava de um grande magistrado, inclusive com atuação na minha querida Itabaiana. Foram homenageados sergipanos, diversas áreas, que levam o nome do nosso Estado por aí afora com seus trabalhos e projetos. Tenho também que enaltecer o show de exposição do amigo e historiador Jorge Carvalho, que nos deu uma verdadeira aula”, completou Luciano Bispo.

Maria Mendonça

Deputada estadual Maria Mendonça

Também presente na solenidade, a deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) também enalteceu a Outorga da Medalha e a importância do magistrado Armindo Guaraná. “Acho uma iniciativa muito justa do Poder Judiciário em conceder esta honraria, a Medalha Armindo Guaraná para personalidades sergipanas que se destacam, que têm méritos. Este prêmio representa o reconhecimento a um grande intelectual, que estava muito a frente do seu tempo. Estão todos de parabéns, inclusive o TJ pela iniciativa”.

Igor Albuquerque

Luciano Bispo, Igor Albuquerque e Édson Ulisses

O subsecretário-geral da Mesa Diretora da Alese, Igor Albuquerque, também representando o Conselho Estadual de Cultura (CEC), acompanhou a solenidade no Tribunal de Justiça e enalteceu as iniciativas do Judiciário na área cultural, primeiro com a criação do Projeto “Quinta Juriscultural” e agora com a instituição da Medalha Armindo Guaraná.

“É muito importante que o Judiciário sergipano tenha interesse em constituir-se também em espaço de cultura, estimulando o fazer cultural, inclusive dentre seus próprios servidores, não somente para revelar talentos, mas, ainda, para oportunizar a disseminação e mais acesso às diversas manifestações culturais. Está de parabéns o TJSE e seu presidente, desembargador Edson Ulisses, pela feliz iniciativa”, pontuou Igor.

Homenageados

Foram agraciados com a Medalha Armindo Guaraná os Desembargadores Edson Ulisses de Melo; Ana Lúcia Freire de Almeida dos Anjos (Vice-Presidente do TJSE); José dos Anjos, Elvira Maria de Almeida Silva; Maria Angélica França e Souza; e José Artêmio Barreto, ex-Presidente do Poder Judiciário de Sergipe.

Ainda foram homenageados Lucas Barreto, em nome da família do escritor Luiz Antônio Barreto (in memoriam); os professores José Ibarê Costa Dantas, representado pelo seu neto Rodrigo Dantas; Jorge Carvalho do Nascimento; Jouberto Uchôa, representado por Saumínio Nascimento; Verônica Maria Meneses Nunes; e Ádria de Araújo Ramos Lavres.

A escritora Aglaé Fontes, o arquiteto Ézio Déda, o escritor Jackson da Silva Lima (representado por Lucas Barreto), o Juiz Aposentado José Anderson Nascimento, o jornalista Luiz Eduardo Costa e o memorialista Murilo Melins também receberam a Medalha Armindo Guaraná.

Jorge Carvalho é condecorado

O professor Jorge Carvalho falou em nome dos homenageados e proferiu a palestra ‘Armindo Guaraná: um jurista na transição Império/República’. “Eu fico muito feliz! Primeiro por ter recebido essa homenagem do TJ/SE e também pela personificação da figura ímpar na história de Sergipe que foi Armindo Guaraná. Ele é uma figura que frequenta os meus estudos há cerca de 25 anos. Ainda na UFS, quando trabalhei orientando pesquisas de Mestrado e Doutorado, eu sempre encaminhei vários alunos para estudarem sua obra”.

Jorge Carvalho explica que considera Armindo Guaraná como uma figura importante para se compreender a Cultura Sergipana. “Quem me apresentou foi o nosso saudoso Luiz Antônio Barreto. Certa feita tive dificuldade em localizar alguns nomes de intelectuais de Sergipe e ele me orientou a consultar o dicionário Biobliográfico de Armindo Guaraná, que passou a ser uma ferramenta de trabalho grande. Depois que descobrir esse potencial de Armindo como profissional do Direito”, disse, agradecendo a presidência do TJ/SE pela homenagem.

Edson Ulisses

Desembargador Edson Ulisses

O presidente do Poder Judiciário, desembargador Edson Ulisses, destacou a exposição feita por Jorge Carvalho e disse que “a Cultura produziu e continua produzindo grandes talentos. E essa geração talentosa e de intelectuais nós temos que reconhecer e valorizar, e justamente com esse ilustre magistrado que foi Armindo Guaraná. Foi com esse pensamento que estou cumprindo nosso trabalho de gestão administrativa desta Casa, compromissada com a Cultura, com a valorização do cidadão, com a defesa da mulher e a criança”.

Em seguida, o magistrado disse que este é o Poder Judiciário com o qual ele se identifica, mais aberto para a Cultura e a Cidadania. “Nós temos que ir além das decisões, mas buscar valorizar a nossa Cultura e o respeito às artes. Estou feliz e satisfeito com tudo aquilo que nos comprometemos. Agradeço a todos os homenageados, que mereceram pela forma destacada com que exerceram suas funções, em especial a Jorge Carvalho pela brilhante pesquisa realizada”.

Fotos: Joel Luiz

(*) Com informações do Tribunal de Justiça

 

Outras notícias para você