Por Stephanie Macêdo – Rede Alese

Novos poços artesianos para o povoado Ladeira, região  pertencente ao município de Japoatã. Esse foi um pedido  feito  ao governador de Sergipe, Belivaldo Chagas,  por meio da Indicação de nº 905/2019 de autoria do deputado estadual Vanderbal Marinho (PSC). A cidade de Japoatã  fica há 94 km distante da capital sergipana.

“O poço que lá existia está em situação deplorável, a tubulação interna foi destruída com a ação do tempo”, justificou a Indicação, ressaltando a necessidade do uso diário da água do poço por parte da comunidade local. “A falta do poço artesiano obriga a população a utilizar água para consumo humano de lagoas sem qualidade sanitária”, frisa ainda o texto da indicação.

Poços artesianos

Recebe o nome de poço artesiano a espécie de poço perfurado para captar água no subsolo e que não depende do uso de bombas, pois a pressão liberada da própria corrente d´água  realiza todo o serviço naturalmente. O poço artesiano tem vazão de água até mil vezes superior que o comum: 2 m³ (2 mil litros) em média.

A vida útil de um poço artesiano fica por volta de 40 anos.

 

 

Foto: Ascom Cohidro – com informações completares da Infoescola.