O deputado Matos (Rede), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa de Sergipe – Alese –, usou o pequeno expediente nesta terça-feira, 3, para tratar sobre a falta de insumos para a realização de testes que verificam a qualidade da água potável no Instituto Parreiras Horta – Laboratório Central do Estado – Lacen. O deputado Matos cobrou da Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso – e do Governo do Estado um posicionamento sobre o caso.

De acordo com Matos, há mais de três meses a população de Sergipe está bebendo água sem que sejam realizados os testes que garantem a segurança para o consumo. “Desde abril o Instituto está sem o reagente químico usado para efetuar a análise que determina se a água pode ser ingerida”, critica o deputado Matos.

Segundo o parlamentar, a Promotoria de Defesa do Consumidor, através da promotora Euza Missano, já acionou a Justiça via ação civil pública. “De acordo com este processo, ao consumidor é garantida a proteção à vida, à saúde, e à segurança a riscos provocados pelo fornecimento de produtos ou serviços. Por isso eu pergunto: a crise está tão grande que não foi possível comprar os reagentes ou foi uma má gestão do estoque?”, questiona Matos.

Assessoria de Imprensa do Parlamentar

Foto: Jadilson Simões