Itabaiana faz parte da minha vida, aqui nasci e vivi os primeiros e belos anos da minha vida. Aqui tenho amigos e família. Nesta cidade idealizei e realizei meus sonhos”. Com esta declaração, o deputado Gilson Andrade demostrou a emoção que sentiu em participar da sessão plenária itinerante que aconteceu na sua cidade natal, Itabaiana, na manhã desta quarta-feira,26. Ele fez uma homenagem a cidade que completou 127 anos e ressaltou a força do povo itabaianense. “O povo daqui é guerreiro, trabalhador e empreendedor. Aqui não há impossível, há trabalho. Eu sou exemplo disso. Filho de trabalhador rural e professora primária, idealizei ser médico e político e realizei os dois maiores sonhos da minha vida”, contou o parlamentar.

Gilson Andrade estudou no Murilo Braga e trabalhou como escriturário no Banese. O início da carreira foi difícil, mas desistir nunca foi uma possibilidade. “Passar hoje em medicina é difícil, imagine naquela época. Sofri muito, passei por privações, mas nunca pensei em desistir. A perseverança e o trabalho são características do nosso povo”, observou. Um dos orgulhos do deputado é o crescimento e a consolidação da Filarmônica que ajudou reestruturar “Estudei música na Filarmônica, que estava desativada e com o empenho do professor de matemática Gabriel conseguimos reativá-la., Hoje ela possui 600 alunos e para mim é algo fenomenal, que só acontece aqui”, falou, acrescentando que, mesmo morando em Estância desde 1989, nunca abandonou as raízes. “Não desmereço nenhuma cidade, mas aqui foi onde nasci, no povoado Matapoã, e tenho orgulho do meu povo. Não posso negar a importância de Itabaiana no meu dia a dia e na minha vida”.

Hospital do Câncer – Ainda durante a sessão em Itabaiana, o deputado Gilson mais uma vez reivindicou a celeridade na construção do Hospital do Câncer. Ele que é médico acompanha diariamente o sofrimento de milhares de sergipanos que são diagnosticados com câncer e não conseguem tratamento. “Fiz cobranças ao governo no setor da Saúde e em especial na oncologia. São mais de 3 mil novos de casos de câncer por ano. Há falta de continuidade de tratamentos quimioterápicos, cirurgias para retirada de tumor não realizadas. As pessoas estão sofrendo. Cadê o tão sonhado Hospital do Câncer? A obra nem sequer foi iniciada. O serviço de terraplanagem foi iniciado no final de 2013, nada foi feito em 2014 e 2015. Tudo muito lento. As pessoas que não podem pagar pelo tratamento estão morrendo. Peço ao governador celeridade nesta obra, uma vez que há em caixa recursos de emendas do senador Eduardo Amorim e do Proinvest”, cobrou Andrade, acrescentando que a vinda da Alese às regiões mostra o comprometimento do Poder Legislativo em ouvir o clamor da população.

Por Ascom Parlamentar Dep. Gilson Andrade (Autimira Menezes)

Foto: Sandra Cruz