Por Assessoria

A deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) fez o seu primeiro discurso enquanto líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese) durante a sessão desta quarta-feira, 3. Na sua fala, a parlamentar foi crítica ao comentar que o governador Belivaldo Chagas (PSD) anunciou “migalhas” e ainda achou estar trazendo uma grande notícia ao informar que o estado pagará os servidores dentro do mês trabalhado após sete anos de defasagem salarial.

Kitty recordou que o atual grupo político, do qual Belivaldo sempre fez parte, inclusive como vice-governador por duas oportunidades, jogou o estado em uma situação de crise fiscal sem precedentes. “No discurso de ontem o governador trouxe o que ele acredita ser uma grande notícia: após sete anos, voltará a pagar dentro do mês. Ao longo dos últimos anos, esses servidores conviveram com atrasos salariais, com aumento da contribuição previdenciária e com empréstimos para poderem receber o 13º, além dos aumentos em taxas de serviços, como o Detran, e da insegurança nas ruas e no sistema de saúde”, enfatizou Kitty.

“Ajuda” da União

Para a deputada, a conquista divulgada pelo governador não foi alcançada com o esforço do governo local. Ela recordou da ajuda que foi dada pela União aos estados e municípios durante a pandemia. “Houve compensação de perdas do FPE e prorrogação das dívidas, cuja ajuda chegou a quase R$ 800 milhões. Este é um momento de alerta para a população, que precisa estar atenta a quem destrói tudo e depois anuncia que está fazendo a sua obrigação como se fosse uma grande conquista”, disse.

Reafirmação de compromissos

Coube à nova líder da oposição também reafirmar os compromissos da bancada em votar e apoiar projetos que beneficiem a população sergipana, bem como combater aqueles que atacam diretamente os direitos conquistados pelo povo.

Segundo Kitty, a participação popular será fundamental para que a atuação da sua bancada seja cada vez mais combativa. “Queremos maior participação das pessoas na construção dos debates e das posições dos parlamentares da oposição. Por isso, iniciaremos uma liderança participativa no nosso estado”, completou.