Cia de Arte Alese encerra temporada levando cultura e cidadania

Por Aldaci de Souza

Criada na gestão do presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Luciano Bispo (MDB), a Cia de Arte Alese completa em 2022 sete anos de atuações divulgando os trabalhos do Legislativo e levando cidadania através das apresentações teatrais. Por causa da pandemia da Covid-19, o grupo deu uma parada nas encenações, retornando no segundo semestre de 2021 em escolas e praças públicas de vários municípios sergipanos.

O grupo teatral da Alese é ligado à Escola do Legislativo João de Seixas Dória (Elese) e coordenado pela atriz e produtora Mônica Moreira. O elenco formado pelos atores Talita Calixto (Grupo Imbuaça), Felipe Marcarello (Grupo Boca de Cena), Lidhiane Lima (Imbuaça), Éden Brisio (Catalise Cia de Artistas) e Euler Lopes (Grupo A Tua Lona), utiliza o teatro como ferramenta de transformação social, criando as peças e esquetes; confeccionando cenários, figurinos e adereços com materiais recicláveis, além de promover oficinas de teatro e artesanato em comunidades de pouco acesso à cultura e à arte estimulando o conhecimento de forma lúdica.

Estudantes de Propriá atentos à encenação (Foto: Cia de Arte Alese)

Entre as esquetes educativas, “As Aventuras da Leitura”, tem sido muito bem aceita nos estabelecimentos de ensino da rede pública, ao abordar a importância do saber por meio da leitura, de maneira lúdica e com interação entre atores, professores e alunos. 

Em 2021, a peça foi encenada em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), na Escola Estadual Graccho Cardoso, município de Propriá, na Escola Estadual Roberta Ramalho, localizada no município de Japoatã e na Escola Estadual Manoel Antônio Pereira, em Ilha das Flores. Todos os protocolos sanitários foram seguidos, a exemplo do distanciamento entre os alunos, o uso de máscara e álcool gel, levando a comunidade estudantil a fazer uma viagem a lugares inimagináveis, mostrando ser possível aprender brincando e dando muitas risadas.

Auto de Natal

Auto de Natal Sergipano levou emoção e alegria aos sergipanos

Outra peça que agradou muito o público em 2021, foi o Auto de Natal Sergipano, encenado na Praça Fausto Cardoso, durante a realização do Natal Iluminado e no Centro Cultural de Aracaju, localizado na Praça General Valadão. No interior, as apresentações foram feitas nas cidades de Estância e Tobias Barreto.

A peça conta a história de Jesus Cristo e é interpretada em uma livre adaptação declamada em cordel. Maria e José são uma sertaneja e um pescador sergipanos que procuram o mar, mas encontram o Rio Sergipe no momento do nascimento de Jesus. Também na encenação, três palhaços que contam a trama e se transformam nos três Reis Magos. No lugar de ouro, mirra e incenso, eles presenteiam o menino Jesus com água, lenha e farinha. A encenação é abrilhantada com apresentações do coral da Alese – o Corales – e pelos músicos Irineu Fontes, Alegria e Tom Toy.

Mônica Moreira comemora sucesso da temporada

De acordo com a coordenadora Mônica Moreira, os espetáculos tanto em Aracaju como no interior agradaram. “Encerramos as turnês com sucesso absoluto e com a expectativa de que em 2022 possamos nos livrar da pandemia e com isso tudo volte à normalidade para que tenhamos uma maior interação do público”, afirma Mônica Moreira.

Em virtude da pandemia, a Cia de Arte Alese não se apresentou no plenário, a exemplo de outros anos, quando os atores encenaram temas sociais, a exemplo da violência contra a mulher e o racismo.

Fotos: Joel Luiz

 

 

 

 

 

 

 

 

Outras notícias para você