Por Stephanie Macêdo

O Centro de Valorização da Vida (CVV ), instituição que funciona há 58 anos em todo Brasil, realiza apoio emocional e de prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.  Neste mês de setembro, mês dedicado a prevenção do suicídio e valorização da vida, quando as pessoas costumam estar mais abertas para se informar sobre a importância de buscar apoio, e ainda, diante da ocorrência da pandemia, o CVV se adaptou para interagir com a população através das redes sociais.

De acordo com a coordenadora do Centro de Valorização da Vida em Sergipe, Erna Barros, desde o início da pandemia pelo Coronavírus o atendimento do CVV em Sergipe que não parou, e que apenas esteve sendo realizado de maneira remota.

“Estamos no Setembro Amarelo, mês  importante para todo o CVV a nível nacional. Nossa agenda de atividades este ano está sendo formatada dentro dos protocolos de segurança para que a campanha 2020 aconteça de maneira virtual, com lives e ações de conversas on line com grupos. Atendemos muitas ligações que fazem menção à pandemia, à quarentena, ao isolamento, mas outros assuntos continuam sendo trabalhados e todos aqueles que ligam podem falar sobre o que quiserem, pois encontrarão acolhimento, respeito e atenção”, disse.  

No dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, para tanto, com a chancela do CVV, artistas nacionais estiveram ajudando a CVV com lives que ajudaram a alertar sobre o combate ao suicídio através do “Desafio Dos 40 Segundos”. As celebridades usaram  suas contas  nas Redes Sociais, Instagram e TikTok,  para responder a uma série de questionamentos com SIM ou NÃO.

“Em um primeiro momento, o desafio parece ser apenas mais um jogo de perguntas e respostas . Tudo parece normal, até que em 40° segundo o jogo vira, ao entrar a seguinte mensagem: “Antes que você pudesse completar um desafio de internet, mais uma pessoa perdeu a vida”. Essa tem sido uma das principais ações da CVV nas redes neste mês de setembro. No mundo todo, a cada 40 segundos, uma pessoa morre por suicídio. No Brasil, a cada 45 minutos alguém tira a própria vida”, explicou Erna Barros.

Voluntariado

O CVV está promovendo cursos de seleção de voluntario de forma virtual, o interessado basta acessar cvv.org.br para se inscrever. “Nosso foco é a prevenção do suicídio, o cuidado com o outro, a escuta amiga em busca de uma sociedade mais fraterna e acolhedora. Nosso número de atendimento é o 188, que é gratuito e funciona 24h por dia com cerca de 4.000 voluntários”, contou Erna Barros.

O Centro de Valorização da Vida em Sergipe (CVV) funciona  em Aracaju no prédio anexo da Assembleia de Sergipe.

 

Foto: Site al.sp