Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

Um dos temas que mais gerou debates na Assembleia Legislativa, nessa terça-feira (10), foi a situação em que se encontra a BR-101 em Sergipe, sobretudo, o risco de contingenciamento dos recursos das obras em andamento pelo governo federal. Os deputados manifestaram insatisfação com o ministro de infraestrutura, Tarcísio Freitas, que se comprometeu em viabilizar a duplicação com os deputados federais e senadores sergipanos. Durante o debate, também se tratou da necessidade de promover políticas mais efetivas voltadas para o turismo do Estado.

Deputado Estadual Zezinho Guimarães

O deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB) fazia uso da palavra na tribuna e recordou que chegou a ser criticado por ter sido “duro” com o ministro de infraestrutura durante o Encontro com a bancada. O parlamentar pontuou que já são 26 anos sem uma estrada para os turistas virem para Sergipe e registrou o acidente recente em um trecho da BR-101 envolvendo a esposa e o filho do prefeito de Propriá. “Quase que o deputado Luciano Pimentel (PSB) perdia dois eleitores na BR! Isso é um escárnio e a classe política de Sergipe deveria ter vergonha e não votar nada!”.

Zezinho foi ainda mais longe e disse que viu senador “bater palmas” para ministros. “São 200 km! Se fizessem um palmo por dia já tinham terminado! Isso é brincadeira! Aí quer turismo como? Nossos turistas vêm de Recife (PE), Maceió (AL), Salvador (BA) e de outros municípios. Eles vêm de quê? Vêm de carro com a família! Disse ao governador para não cair na besteira de abrir mão de receita com o ICMS do querosene da aviação. Aquilo é um monopólio! Ficam fabricando números e o que mudou? Quantos voos chegaram? Se desse prejuízo não brigavam tanto para não deixar outro entrar após a saída da Avianca”.

Por fim, Zezinho Guimarães defendeu que a classe política passe a “pensar Sergipe” e avaliar que o Turismo é um instrumento importante, mas que nesse ponto o Estado vem perdendo para a Bahia, Alagoas, Pernambuco e outras unidades da Federação. “Não venham falar de turismo se não tiver a BR-101 duplicada! Não adianta falar em barquinho porque o turista não vem! O ministro disse que a obra era uma prioridade 25 anos depois! É um irresponsável! Sergipe está ilhado, ninguém pode ir para canto algum porque pode morrer. Tem que tomar uma providência. É lamentável a inércia dos nossos senadores”.

Capitão Samuel

Deputado Estadual Capitão Samuel

Em aparte, o deputado Capitão Samuel (PSC) disse que, conversando com o proprietário italiano de um restaurante em Aracaju, tomou conhecimento da perda de uma grande oportunidade para se promover o destino Sergipe. “A Bahia pagou R$ 250 mil para a divulgação de seu turismo no Canal Discovery Chanell; por amizade, esse empresário conseguiu que a divulgação de Sergipe custasse apenas R$ 30 mil. Mas não teve dinheiro para fechar esse convênio e perdemos a oportunidade de apresentar nossas belezas no Discovery”.

Rodrigo Valadares

Deputado Estadual Rodrigo Valadares

O também deputado Rodrigo Valadares (PTB) disse que a diminuição do ICMS sobre o querosene da aviação é algo importante, mas que o governo precisa ir além. “É preciso organização, um calendário de eventos, revitalização dos nossos principais pontos. Meu pai (Pedrinho Valadares – in memoriam) foi o secretário de Turismo da revitalização da Orla de Aracaju, da chegada dos restaurantes naquele espaço, da cidade do chorinho em Laranjeiras, da cidade da seresta em São Cristóvão. Perdemos o destino Canindé do São Francisco! Hoje os turistas que visitam o nosso Cânion de Xingó se hospedam em Piranhas (AL). A duplicação da BR-101 é fundamental, mas não dá para botar a conta apenas em um governo de oito meses. São quase 30 anos de espera”.

Zezinho Sobral  

O líder do governo na Alese, deputado Zezinho Sobral (PODE), também se somou na discussão sobre a demora para a duplicação da BR-101. “Estavam na reunião com o ministro a bancada federal, os três senadores Maria do Carmo (DEM), Alessandro Vieira (Cidadania) e Rogério Carvalho (PT). Alessandro disse que nossa bancada no Senado tem o mesmo tamanho de São Paulo. O ministro disse que costumava trafegar por aqui de carro para ir ao Ceará. Assumiu o compromisso e colocou no twitter que seriam 25 km até 2019”.

Deputado Estadual Zezinho Sobral

Zezinho Sobral disse que ficou frustrado quando tomou conhecimento pelo deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) de que os recursos federais para a BR-101 seriam suspensos. “Esse ministro vai pagar caro! Eu estou acostumado a ouvir gente de palavra! Ouvi que ele era o melhor ministro do governo de Jair Bolsonaro. Estamos falando do trecho em que mais morre gente no Brasil! A nossa bancada federal tem que responder a isso cobrando, diariamente, na tribuna, chamando de mentiroso porque ele (ministro) assumiu um compromisso com Sergipe”, lamentou.

Sobre o turismo, Zezinho Sobral disse que o trade sergipano defende que o governo invista em propaganda fora do Estado para atrair turistas. “O trade só fala disso! Estive em uma reunião com o secretário-adjunto da Embratur e deve ouvir novas formas de chegar aos turistas. O nosso maior problema é a legislação ambiental nefasta com uma portaria que transformou Sergipe na reserva de Alagoas e Bahia. Não podemos construir nada em nosso litoral. Temos que trabalhar para modificar isso”.

Fotos: Jadílson Simões