Por Habacuque Villacorte

Instalada na Escola do Legislativo Deputado João de Seixas Dória (ELESE), a Biblioteca Deputado Marcelo Déda conta em seu vasto acervo já com obras no Sistema Braille, promovendo a inclusão de pessoas com deficiência visual.

No próximo dia 8 de abril se celebra o Dia Nacional do Sistema Braille e a Assembleia Legislativa de Sergipe, na gestão do presidente e deputado Luciano Bispo (MDB), reforça seu compromisso social, prestigiando todos os segmentos da sociedade. A data propõe uma reflexão sobre os desafios enfrentados pelas pessoas cegas e a importância de continuar a produzir obras em relevo, para proporcionar-lhes iguais oportunidades de ler e aprender.

A Biblioteca Marcelo Déda tem várias obras no Código Brailler, como a Lei Orgânica do Município de Aracaju, a Constituição do Estado de Sergipe, a Legislação Federal sobre o Servidor Público, a História do Senado Federal, dentre outras.

Bibliotecário Celson Iris da Silva

Responsável pelo espaço, o bibliotecário Celson Iris da Silva considera importante esse resgate da Assembleia em valorizar o Dia Nacional do Sistema Braille porque ela amplia a discussão em torno de sua política de inclusão social.

Temos sim algumas obras em braille e é uma preocupação de todos nós, não apenas da Biblioteca, mas da Escola do Legislativo e da Assembleia como um todo no sentido de ampliar essa inclusão social, também das pessoas com deficiência visual”, explicou.

Por fim, Celson disse que a Biblioteca Marcelo Déda possui múltiplas funções, desde a formação de leitores, do acesso à informação ao conhecimento, passando pela promoção de informações específicas para quem tomas as decisões, chegando no aspecto social.

Nossa intenção é de inserir crianças, adolescentes, pessoas com necessidades especiais, ou seja, atender a todos, proporcionando uma grande inclusão social, com a prestação de serviços”, completou Celson Iris da Silva.

Foto: Jadílson Simões