Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

Atendendo a um requerimento do deputado estadual Iran Barbosa (PT), a Assembleia Legislativa de Sergipe promoveu na manhã dessa quinta-feira (5), durante o Grande Expediente, uma palestra sobre o exercício da profissão do Nutricionista nas diferentes áreas de atuação. Como palestrantes foram convidadas a representante do Sindicato dos Nutricionistas e Técnicos em Nutrição do Estado, Micheline Ferreira Guerreiro, e a representante do Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região, Adriana Maria Figueiredo Batista.

Palestrante Adriana Figueiredo

Durante sua exposição, Adriana fez um alerta para o excesso de peso de boa parte da população e que isso é fruto dos alimentos não saudáveis que as pessoas estão consumindo e que frequentemente geram problemas de saúde. Ela apresentou dados internacionais a respeito do aumento do número de pessoas acima do peso e que alguns problemas estão passando de mulheres grávidas para as crianças. “Isso acaba se tornando uma bola de nesse que pode se agravar prejudicando a saúde daquela família de uma forma geral”.

Ela falou que existem novos produtos de agrotóxicos nas nossas lavouras que estariam comprometendo a qualidade da alimentação mais ainda. “O Conselho Federal de Nutricionistas participou, recentemente, de um Seminário sobre Alimentação Saudável e Redução de Agrotóxicos em BSB e se posiciona contra. Todos os profissionais de Nutrição estão juntos. No Brasil enquanto temos muita gente passando fome, também temos muito desperdício!”.

No fim de sua exposição, ela defendeu que o Legislativo, através das políticas públicas, promova ações para mudar esta realidade. Ela agradeceu o canal de comunicação para as questões serem colocadas e discutidas.

Micheline Ferreira

Palestrante Micheline Ferreira

Por sua vez, Micheline Ferreira fez uma exposição sobre o papel do Nutricionista no PAE (programa de Alimentação Escolar). Segundo ela é importante fortalecer as políticas públicoas voltadas para a alimentação e nutrição, em especial, no ambiente escolar. “É o mais antigo programa, é referência mundial e ainda carece de muita atenção”.

Ela também discutiu dados da FAO e a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) sobre segurança ambiental e pontuou que nas últimas décadas o processamento dos alimentos tem modificado a forma de alimentação das pessoas, o que tem aumentado a incidência de doenças crônicas no seio da família brasileira.

Alunas da UFS prestigiaram a palestra

“É preciso neutralizar o problema, Resolver tudo é pensar grande demais, mas temos que neutralizá-lo, enfrentando todos os problemas que encontramos pela frente, criando ambientes alimentares mais saudáveis”, disse, valorizando a Agricultura Familiar e o programa de Alimentação Escolar do Estado.

Ela defendeu que a escola é um grande espaço para se promover a mudança de hábitos. “Infelizmente o direito da alimentação está sendo negado”, alertando para o perigo dos “lanches rápidos”, e defendeu ainda que existem portarias que precisam ser lembradas e cumpridas pelo Estado de Sergipe, que precisa criar o cargo de Nutricionsita na SEED, regulamentar a carreira e fazer concurso público.

Goretti Reis

Deputada Goretti Reis

Em aparte, a deputada Goretti Reis (PSD) parabenizou a luta das nutricionistas, destacou alguns avanços e destacou a necessidade de se ter um olhar diferenciado com bons hábitos na alimentação. “Assim a gente consegue reduzir o custo do sistema de saúde. Por isso a importância também de se alimentar bem. Quero parabenizar o trabalho, a luta para cobrar políticas públicas voltadas para a qualidade na alimentação e aqui na Alese vamos continuar buscando caminhos para viabilizar a inclusão”.

Georgeo Passos

Deputado Georgeo Passos

Já o deputado Georgeo Passos disse que já vem dialogando com o sindicado, ouvindo as angústias da categoria. “A gente percebe o quanto é importante a missão do nutricionista na segurança alimentar. Temos apenas quatro profissionais na rede pública para assistir mais de 150 mil alunos! Veja o risco que nossos estudantes estão passivos? Como garantir qualidade de vida? Em Ribeirópolis, não temos o suficiente, mas só lá nós já temos mais profissionais que todo o Estado”.

Maria Mendonça

Deputada Maria Mendonça

Por sua vez, a deputada Maria Mendonça (PSDB) lamentou que os governantes não tenham a preocupação contínua com a qualidade da alimentação dos alunos. “A palestra nos chama a atenção para a responsabilidade e compromisso que esta causa requer. Se os governantes se preocupassem em trabalhar a prevenção, com planejamento e compromisso, é muito mais econômico do que cuidar da doença. Esse tipo de palestra deve se repetir sempre e se propagar mais para levar ainda mais informação à população”.

Fotos: Jadílson Simões