Por Habacuque Villacorte (*)

A Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe registra enorme pesar pelo falecimento da escritora, roteirista, cineasta, jornalista, médica psiquiatra, curadora e editora do jornal “O Capital”, Ilma Fontes, nesse sábado (3), aos 73 anos. Ilma já vinha lutando há algum tempo contra um câncer.

Ícone da cultura sergipana, Ilma Fontes fez história na Cultura de Sergipe. Trabalhou com cinema, literatura, artes e jornalismo. “Sair da fôrma da conformidade é desconfortável”, orgulhava-se Ilma, referindo-se à coragem de deixar a medicina para dedicar-se à cena cultural.

Ilma Fontes fez história, por anos, como curadora do Espaço Cultural da Assembleia Legislativa, valorizando as diversas expressões culturais, como a música, o teatro, a fotografia, a pintura, a poesia, dentre outras.

O deputado estadual Luciano Bispo, presidente da Assembleia Legislativa, externa sua consternação pelo falecimento e se solidariza com familiares e amigos neste momento de dor e sofrimento.

Histórico

Foi produtora, roteirista e diretora do curta A Taieira, do seriado de TV A Última Semana de Lampião; dirigiu o Departamento de Produção da TV Educativa de Sergipe, onde fez inúmeros documentários e direção de cinco programas semanais: TeleSaudade, Primeira Chamada, Som-Vídeo, Aperipê Especial e Forró no Asfalto, além de produzir e dirigir todos os vts institucionais da TV Aperipê e recebeu o Prêmio Anchieta de Teatro no Festival Nacional de São Mateus, no Espírito Santo.

Foi diretora da Clínica Adauto Botelho, presidente do Conselho Municipal de Cultura, presidente da Funcaju, vice-presidente do Conselho Municipal de Cultura, Membro do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher; membro do Sindicato dos Escritores  do Rio de Janeiro, membro da Sociedade de Cultura, do Sindicato dos Jornalistas e Radialistas de Sergipe.

Foi fundadora da Associação Sergipana de Psiquiatria e fundadora dos jornais Folha da Praia, com Amaral Cavalcante, Vídeo Artes News, Jornal da Cultura, com Lânia Duarte. Trabalhou na Gazeta de Sergipe com Anselmo Góes, no Diário de Aracaju e outros jornais. Dirigiu o Complexo Cultural Lourival Batista, tendo coordenado os Prêmios Santo Souza, de Poesia e Núbia Marques, de Contos e dirigiu a Galeria Horácio Hora.

Ilma Fontes possui várias outras publicações e entre as várias contribuições para o jornalismo e cultura sergipana, e foi curadora por vários anos, do Espaço Cultural da Assembleia Legislativa de Sergipe.

(*) Com informações da Alese