Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

Os deputados estaduais apreciaram e aprovaram, durante o primeiro semestre, o projeto de lei do Poder Executivo que criou na Biblioteca Pública Epifânio Dória a “Sala Governador Marcelo Déda”, para a guarda, conservação, exposição e memória do seu acervo pessoal e literário. A proposta já foi sancionada e publicada no Diário Oficial do Estado e a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (SEDUC) ficou encarregada de promover ações visando o cumprimento da lei.

Na justificativa do projeto o governo do Estado destacou o valor inestimável na vida cultural do Estado que tem a Biblioteca Epifânio Dória e que era oportuno “homenagear e abrigar no seu espaço o acervo pessoal e literário do saudoso ex-governador Marcelo Déda (in memoriam), homem público de notável inteligência, incomum oratória, profunda abnegação pela gestão pública e infatigável luta pelo bem-estar da população”, destaca.

O Executivo explicou ainda que a criação de uma sala no prédio da Biblioteca Pública é “o espaço adequado para conservar e disponibilizar à visitação pública os documentos, livros, imagens, fotografias e vídeos que guardam relação com a vida e a carreira do ex-governador, em todas as suas dimensões de vulto importante para a história de Sergipe, como intelectual, poeta, advogado e, sobretudo, político de expressão”, destacando seus mandatos como deputado estadual e federal, prefeito de Aracaju e governador.

Além da Sala Marcelo Déda, a Biblioteca Epifânio Dória ainda foi contemplada com a nova lei aprovada na Alese com um monumento instalado em sua área externa para homenagear o ex-governador, de autoria do artista plástico Bené Santana. O monumento foi doado pelo Instituto Marcelo Déda para o governo do Estado, não envolvendo qualquer despesa pública.

“Marcelo Déda era um homem sem recônditos de pensamento, sem reticências, sem ambiguidades. Foi um exímio parlamentar e um notável gestor público. Ele inspirou cidadania em sua mais plena compleição. Seu acervo literário e pessoal deverá ser guardado, conservado e exposto na Biblioteca Pública Epifânio Dória”, defendeu o Poder Executivo na proposta enviada para a Alese e aprovada pelos deputados estaduais.

Eliane Aquino

Através de suas redes sociais, a vice-governador e viúva do ex-governador Marcelo Déda, Eliane Aquino, externou sua gratidão com a Assembleia Legislativa pela aprovação da propositura. “Gostaria de fazer um agradecimento especial a todos os deputados e deputadas estaduais que aprovaram, por unanimidade, a criação da sala Marcelo Déda na Biblioteca Pública Epifânio Dórea”.

“Este é um gesto de reconhecimento do papel que Marcelo Déda desempenhou como político, cidadão e estadista, sempre como foco no desenvolvimento de Sergipe e na elevação da autoestima de sua gente. Marcelo foi um defensor da democracia e dos direitos do povo brasileiro, o que lhe reserva importante papel na história do nosso país. Agradeço também ao meu amigo e parceiro de trabalho Belivaldo Chagas por também contribuir com a preservação da memória de Déda”, agradeceu.

Foto: Danillo França