Por Assessoria Parlamentar

Preocupado com a situação precária de algumas rodovias em Sergipe, sobretudo na região Agreste, o deputado estadual Talysson de Valmir (PR) apresentou à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Sergipe as indicações 194, 195, 196, 197, 198 e 200, todas voltadas à recuperação de rodovias estaduais, que exercem fundamental papel no desenvolvimento socioeconômico do Estado, como é o caso da SE-170, que liga as cidades de Itabaiana e Lagarto, cruzando os municípios de Campo do Brito e São Domingos.

Pelas indicações serão beneficiados diretamente os moradores de toda a região Agreste, incluindo Moita Bonita, Malhador, Ribeirópolis, Nossa Senhora das Dores e Macambira. O pleito de Talysson de Valmir é pela recuperação asfáltica das rodovias SE-255, que interliga Campo do Brito a Macambira, SE-170 que liga Itabaiana a Lagarto e Itabaiana a Moita Bonita, da SE-245, que interliga Moita Bonita, no povoado Candeias, ao município de Malhador, da SE-240, que liga Ribeirópolis a Moita Bonita e, por fim, a SE 339, que liga Ribeirópolis, povoado Serra do Machado e Nossa Senhora das Dores.

Talysson observa que os sergipanos que vivem nestes municípios, e que transitam nestas rodovias, seja por motivos comerciais ou pessoais, vem encontrando grande dificuldade de deslocamento devido as condições precárias do asfalto, com muitos buracos e falhas e, em alguns casos, faltando até acostamento. “Devido a situação das estradas, trajetos que poderiam ser feitos com rapidez, acabam demandando mais tempo, sem falar no risco de acidentes, por vezes, fatais”, diz.

Ele lembra que, no Brasil, o desenvolvimento da nação passa pelas rodovias e, no caso específico de Sergipe, é o único meio de acesso ao interior. “Pelas rodovias circulam pessoas e cargas e é preciso mantê-las em boas condições de trafegabilidade para o conforto e segurança de todos”, destaca o parlamentar, acrescentando que as rodovias sergipanas cumprem fundamental papel no desenvolvimento socioeconômico do Estado, na medida em que viabilizam uma maior circulação de pessoas e fluxo de mercadorias entre os municípios e regiões.

O parlamentar argumenta ainda que a ligação de polos econômicos ou de pequenas cidades através das estradas permite a consolidação da economia regional, favorecendo o crescimento das produções locais, e, principalmente, o escoamento de produtos, num estado prioritariamente agrícola como é Sergipe.