Por Assessoria Parlamentar

O deputado estadual Talysson de Valmir, PL, foi entrevistado nessa sexta-feira, 30, pelo radialista Roosevelt Santana, no Programa Jornal da Manhã, na FM Itabaiana. O parlamentar foi questionado a respeito de projetos de sua autoria, a exemplo do PL que combate a pobreza menstrual na rede estadual de ensino, e sobre sua luta pela recuperação de rodovias do estado, com destaque para a região Agreste. “Entrei para a política pensando em ajudar ao próximo, como aprendi com meu pai, e fico feliz em ter contribuído para a revitalização das rodovias da região Agreste”, afirmou.
 
Talysson, que participou da recente solenidade para assinatura da ordem de serviço para a recuperação de mais trechos da SE-170, disse que o trecho Campo do Brito a Macambira já foi iniciado. ” É um sonho de toda a população do Agreste poder usufruir de rodovias em bom estado de conservação. Lutarei por isso até o último dia do meu mandato. Já cobrei ao secretário Ubirajara Barreto a recuperação do trecho Itabaiana a Moita Bonita, que ficou de fora dos projetos já  autorizados. Justo essa que é conhecida por muitos como Rodovia da Morte” , observou. 
 
Indagado sobre a importância do Projeto de Lei de sua autoria que busca resolver a problemática da pobreza menstrual, Talysson explicou que o PL está em tramitação na Assembleia. ” Essa propositura atende a uma necessidade direta de uma parcela carente da nossa população. Todos os anos inúmeras jovens deixam de frequentar as salas de aula por semanas, porque suas famílias não podem comprar absorvente, item de higiene indispensável no período menstrual. Buscamos corrigir essa falha do poder público”, explicou. 
 
Em sua fala, Talysson revelou que enxerga na política uma oportunidade de ajudar “o povo de Sergipe, de Itabaiana e do Agreste”.  Outro assunto abordado pelo radialista e por Dona Maria, uma ouvinte que  participou ao vivo, foi relacionado à Ceasa de Itabaiana. O deputado externou sua preocupação com a situação dos feirantes e atacadistas que precisam trabalhar para sustentar suas famílias, mas não podem usufruir do novo espaço, por conta da taxa com valor elevado cobrado pela empresa que administra o espaço.
 
” São pessoas que sobrevivem do que ganham semanalmente.  Compram  produtos para revender já ganhando o mínimo. Da maneira como estão querendo fazer, será  tirado o pão de cada dia de muita gente. Hoje, pelas condições apresentadas, o feirante entende que vai acabar pagando para trabalhar e eu também vejo dessa maneira. Também sobre a Ceasa, tenho recebido reclamações relacionadas à estrutura. São questões que precisam ser solucionadas”, disse o parlamentar, acrescentando ao final que, como cidadão, é um apaixonado pelo Mercado de Itabaiana e defende que este seja reformado e transformado em um Mercado Modelo, inclusive ganhando um segundo piso, de forma a atrair cada vez mais pessoas para Itabaiana. O deputado  fechou a entrevista agradecendo o espaço e se colocando à disposição para retornar ao programa sempre que for convidado.
 
Foto: Divulgação Ascom