Lutar contra a corrupção na Bolívia, é uma das expectativas que a senadora boliviana de oposição ao governo do Presidente Evo Morales, e membro da Comissão da Economia da Bolívia Maria Elva Pinckert de Paz, espera adquirir participando dos debates durante a XX Conferência Nacional da União dos Legisladores e Legislativos Estaduais que começou na manhã dessa quarta-feira (1), no Campus Universitário da Tiradentes (Unit), em Aracaju.

Segundo ela, a administração de Morales tem sido marcado pela corrupção e o senado boliviano tem lutado para evitar maiores danos ao setor público e consequentemente ao povo. “Não temos tido sucesso porque a é maioria e muito forte e não tem respeitado os direitos adquiridos da população, isso tem revoltado a todos. São várias denúncias de tráfico de influência, mas na Bolívia o governo manipula todos os poderes, desde o palácio de Governo eles manipulam tudo”, reclamou acrescentando, que nos últimos 10 anos o governo desviou US$ 200 milhões, o maior de toda a história do país.

Foto: Jorge Henrique

Foto: Jorge Henrique

Ainda de acordo com Ana, a preocupação da oposição é que falta transparência na gestão administrativa e todos que fazem parte do poder saem ganhando e o povo tem sofrido com a crise econômica e social. “Evo Morales está endividando o país, tem tirando dinheiro da reserva internacional. É um retrocesso à democracia porque é uma ditadura. Nosso presidente já está na segunda gestão, e queria continuar com a terceira, mas o povo reagiu, e ele não desiste”, concluiu.

Por Glice Rosa – Agência Alese de Notícias