Projetos da Alese preservam identidade de grupos folclóricos em Sergipe

Publicada: 25/02/2022 às 14:18

24/2/22

Por Stephanie Macêdo/Alese

A Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), ao exercer o seu papel de instrumento da defesa do interesse público, tem apoiado importantes projetos de incentivo à cultura e a arte do povo sergipano. Nesse cenário de preservação da cultura popular, a Casa Legislativa idealizou três importantes projetos , sendo eles, ‘Mestres da cultura popular, ‘Essa é minha terra’ e o ‘Essa é minha gente’.

O projeto ‘Mestres da Cultura Popular, tem como proposta a valorização de Grupos Folclóricos e especialmente, dos Mestres – que são os condutores dos Grupos Folclóricos, e corresponsáveis por transmitir a arte para as próximas gerações. 

Já o Projeto ‘Essa é minha Gente’ e o ‘Essa é minha terra’,  juntos, tem o objetivo de valorizar as histórias dos 75 municípios sergipanos e  suas comunidades, fortalecendo a identidade sergipana.

Projeto de Lei

Reunião no Conselho Estadual de Cultura

O diretor de Comunicação da Alese, Irineu Fontes, participou nesta última terça-feira, 22 de fevereiro, da reunião do Conselho Estadual de Cultura, realizada na Biblioteca Pública Epifânio Dória, que tratou sobre o conteúdo do Projeto de Lei nº 327/2021, de  autoria do deputado estadual Iran Barbosa, que institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Registro dos Mestres e Mestras do Folclore Sergipano.

Na ocasião, Irineu reforçou a importância dos mestres e mestras para a cultura sergipana, e destacou a importância da transferência desses conhecimentos para os aprendizes, já que, segundo ele, “a maioria dos filhos e filhas desses fazedores de cultura não tem se interessado em dar continuidade ao legado cultural dos pais”, disse. Defensor da arte, cultura e  da música sergipana, Neu Fontes já atuou como secretário Municipal de Cultura do município de Laranjeiras, e secretário de Estado da Cultura de Sergipe.

Pelo projeto, são considerados Mestres do Folclore Sergipano as pessoas físicas que tenham os conhecimentos ou as técnicas necessárias para a produção e a preservação da cultura tradicional do Folclore do Estado de Sergipe. Estes receberão uma titulação oficial e receberão um auxílio financeiro, a ser pago mensalmente pelo Estado, assumindo a tarefa de transferir seus conhecimentos e técnicas a alunos e aprendizes, através de programas de ensino e aprendizagem organizados pela Secretaria da Educação, do Esporte e da Cultura, cujas despesas serão custeadas também pelo Estado.

Projeto de Lei está tramitando na Casa.

 

Foto de capa: Neu Fontes

 

 

 

 

Outras notícias para você