Stephanie Macêdo

Na manhã de hoje (28) a vice-governadora de Sergipe, Eliane Aquino, assinou o Termo de Cooperação Técnica (TCT)  com os municípios de Sergipe. O ato beneficiará  pequenos agricultores e familiares por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).   A  solenidade, que ocorreu na sede da Secretaria de Inclusão e Assistência Social,  contou com a participação do deputado, Zezinho Sobral (PODE), que na ocasião representou a Assembleia Legislativa  de Sergipe.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é uma das principais políticas de apoio e incentivo à agricultura familiar no Brasil. Por meio do programa os órgãos públicos compram os alimentos da agricultura familiar, sem necessidade de licitação, e os destinam às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. Cerca de  R$ 11 milhões  serão destinados  ao Estado de Sergipe por meio da Secretaria do Governo Federal para aplicação no PAA nos municípios, sendo que  mais de R$ 3 milhões  serão aplicados na compra de produtos da agricultura familiar e doação simultânea a entidades que prestam assistência social.

O  deputado Zezinho Sobral comentou da importância do programa em Sergipe,  onde destacou  a diversidade de  públicos beneficiados com o PAA,  sendo os  primeiros, os agricultores familiares (produtores) que fazem a venda dos produtos, e o segundo, às pessoas que irão consumir esses produtos.  No total, 69 municípios  sergipanos  serão beneficiados pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), beneficiando cerca de 400 agricultores familiares e 350 entidades da rede socioassistencial e 100 de povos e comunidades tradicionais.

“São exatos R$ 11,70 milhões da Secretaria do Governo Federal  para Sergipe para o desenvolvimento do PPA no estado.  Esse programa é  a garantia de segurança alimentar para famílias carentes, que necessitam de complemento alimentar.  É a garantia também  dos agricultores, que vendem seus produtos com preço justo e com pagamento assegurado,  o que representa o desenvolvimento econômico da agricultura familiar do Estado. Há alguns anos que Sergipe estava sem receber o recurso nesse volume, logo, essa atualização e condução do projeto, através da Secretaria de Inclusão, é muito importante”, declarou.

Foto: Joel Luiz