Professor Bernard Charlot recebe o Título de Cidadão Sergipano

16/5/2022

Por Aldaci de Souza/Alese

“É com grande alegria que vejo essa Casa Legislativa outorgar o Título de Cidadão Sergipano ao professor Bernard Jean Jacques Charlot; um homem que dedicou sua vida à suprema arte de garimpar e compartilhar conhecimento”. A afirmação foi feita pela deputada Goretti Reis (PSD) durante a solenidade de homenagem ao  sociólogo e educador francês na tarde desta segunda-feira, 16, no gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa de Sergipe.

Presidente Luciano Bispo destaca importância do homenageado

Na solenidade que contou com a presença do conselheiro aposentado do Tribunal de Contas de Sergipe, Carlos Alberto Sobral de Souza, a esposa do homenageado, a professora doutora Veleida Anahi da Silva Charlot, os filhos: professor e mestre Yan Wagner Cápua da Silva Charlot, Igor Gabriel Cápua da Silva Charlot, políciia rdoviário federal e Adrianna Carolina Cápua da Silva Charlot, professores da Universidade Federal de Sergipe e da Universidade Tiradentes, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Luciano Bispo parabenizou o homenageado.

“Essa homenagem é muito mais do que merecida. Que o senhor leve no coração o sentimento de ser sergipano de fato e de direito porque a Assembleia lhe outorgou esse Título de Cidadão Sergipano. Estou muito feliz com o seu curriculo e só tenho a agradecer por tudo o que tem feito na área da Educação e da pesquisa, contribuindo com o crescimento do nosso estado. Pra nós é uma grande honra tê-lo como sergipano”. ressalta o presidente Luciano Bispo.

Deputada Goretti Reis fala sobre a arte de compartilhar conhecimento

A deputada Goretti Reis, autora do requerimento aprovado por unanimidade na Alese, lembrou  que o professor Jean Charlot acompanha de perto a realidade das escolas brasileiras, principalmente da região Nordeste.

“O ilustre professor e exponente pesquisador, vive há 19 anos em Sergipe, auxiliando na compreensão das nossas especificidades educacionais, trabalhando incansavelmente em programas de pós-graduação da Universidade Federal de Sergipe e contribuindo com muitas outras instituições universitárias. Esse auxílio tem como mote principal ‘o fracasso escolar não existe, o que existe são alunos em situação de fracasso escolar’. Os estudos e eventos realizados com o apoio do professor Charlot por meio de parcerias com pesquisadores brasileiros, franceses e muitas outras nacionalidades, têm sido fundamentais para alargar os universos formadores sergipanos, auxiliando na divulgação de Sergipe como um relevante polo de produção do conhecimento”, destaca Goretti Reis observando as diversas publicações de livros e trabalhos na área de pesquisa.

Segundo a parlamentar, homenagear o professor com o Título de Cidadão Sergipano será uma prova, mais que justa, de reconhecimento ao seu trabalho e devoção por Sergipe.

Professor Bernard Charlot agradeceu a homenagem

“O professor Bernard escolheu Sergipe para compartilhar conosco seus conhecimentos e a dividir a sua convivência; todos nós, que de uma forma ou de outra, aprendemos com ele, decidimos que para além de reconhecê-lo como emérito professor, deveríamos chamá-lo de irmão. Um irmão franco-sergipano que aqui pousou para nos brindar com a sua energia, com seu talento; com a sua sagacidade e com a sua vivência, para fortalecer nosso Estado naquilo que nos é mais útil, naquilo que nos é mais caro: a Educação”, enfatiza lembrando que Pátria é o lugar em que as pessoas se identificam coletivamente.

“Mesmo não sendo de Sergipe a terra do seu nascimento, Sergipe tornou-se a terra da sua escolha; adotada e eleita por amor. Pátria não é o lugar onde nascemos, mas o lugar que nos acolhe, pelo qual lutamos, pelo qual vivemos. Amar Sergipe é o nosso privilégio e o nosso dever; cuidar de Sergipe é a nossa responsabilidade. E se retumbam em suas veias os versos aguerridos da Marseillaise, ecoam agora em seu coração os alegres versos do hino sergipano que convoca  a festejar. Festejemos hoje, alegremo-nos hoje pois o amanhã nos aguarda em novos desafios. Contamos com o professor Bernard para continuar nos ensinando e a sonharmos com um amanhã melhor. Que Deus todo poderoso lhe dê sabedoria e força para continuar conosco, seus irmãos sergipanos”, finaliza Goretti Reis.

Goretti Reis, o conselheiro Carlos Sobral, o  presidente Luciano Bispo, o homenageado, esposa, filhos, filha e nora

O homenageado destacou o reconhecimento por parte da Assembleia Legislativa de Sergipe. “É de suma importância ser reconhecido pela Assembleia Legislativa de Sergipe, que representa o povo; é uma honra, é um prazer e esse Título de Cidadão Sergipano significa também que sou reconhecido pelo trabalho desenvolvido na área da Educação e da juventude, que é o futuro. Agradeço à deputada Goretti Reis e o fato de ela ter indicado o meu nome, significa que se importa com a Educação e com a juventude desse estado”, afirma.

Contribuição

Na oportunidade, o conselheiro aposentado Carlos Alberto Sobral de Souza, lembrou que a educação é o ápice da vida social. “Se a pessoa não tem educação, conhecimento, se torna uma pessoa descaracterizada por falta de saber e o professor Charlot é um dos faróis que ilumina o seu alunato. É mais do que justo a Assembleia deferir o Título de Cidadão Sergipano. Estão de parabéns a Assembleia e o professor Charlot”, afirma.

Alana Vasconcelos, professora da Unit

A professora da Universidade Tiradentes, Alana Vasconcelos ressaltou a importância do professor para o estado de Sergipe. “Além de toda a simpatia, o professor Bernard Charlot tem uma grandiosa contribuição na área da Filosofia, na área da Educação perpassando não só pela França de onde ele nasce, mas abrindo as portas do conhecimento para mais de 18 países e eu tive a alegria  de ser aluna dele na UFS e ter o prazer  de trabalhar junto a ele, em um dos maiores eventos educacionais que ele promove junto a sua esposa, que também é professora, que é o Educol, um colóquio internacional em educação, que reúne mais de 20 países com a participação de alunos e docentes”, observa.

A professora da Universidade Federal de Sergipe, Maria José Soares falou sobre a relevância do trabalho do homenageado para o estado de Sergipe.

Maria José, professora da UFS

“Ele tem contribuído significativamente para para a formação de doutorados na área de Educação, na área das Ciências Ambientais, além de promover o intercâmbio nacional e internacional quando da realização do colóquio Educação e Contemporaneidade por meio do Educol. Eu me sinto muito honrada em participar dessa solenidade de homenagem ao meu colega de trabalho e me sinto gratificada como sergipana que sou com esse reconhecimento da Assembleia Legislativa ao Bernard Charlot”, complementa.

Sobre o homenageado

Bernard Jean Jacques Charlot nasceu em Paris, em 1944. Formou-se em Filosofia em 1967 e, dois anos depois, foi lecionar Ciências da Educação na Universidade de Túnis, na Tunísia. Retornou à França em 1973, trabalhando por 14 anos na Ecole Normale, um instituto de formação de docentes.

Está em Sergipe há 19 anos realizando estudos e eventos por meio de parcerias com pesquisadores brasileiros e de outros países, de fundamental importância. Publicou 22 livros, artigos, relatórios ; orientou dezenas de Mestrados e Doutorados  na França, no Brasil e na Argentina. tendo supervisionado pós-doutorados na França e no Brasil.

Familiares e amigos do mais novo sergipano

Foi professor assistente da Universidade de Tunes (Tunísia), professor da Universidade de Paris (França), professor da Universidade de Porto (Portugal), Doutor Honóris Causa da Universidade de Patras (Grécia) e professor da Universidade Federal de Sergipe.

Fotos: Joel Luiz

 

 

 

 

 

 

Outras notícias para você