Por Aldaci de Souza – Rede Alese

A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa de Sergipe, vai realizar nos próximos dias 31 de agosto e 1º de setembro, o I Webinar sobre “Violência contra a mulher e os impactos da pandemia em Sergipe”.

No Brasil, a violência doméstica aumentou em 50% no período da pandemia do novo coronavírus. Em Sergipe, 10 mulheres foram assassinadas, de janeiro a julho de 2020. As denúncias podem ser feitas na Delegacia de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) ou pelo número 180.

O objetivo do evento (que será transmitido pela TV Alese), é promover reflexões e troca de conhecimentos entre os participantes, além de discutir encaminhamentos e ações em relação ao combate à violência de gênero no estado.

De acordo com a assistente social da Assembleia Legislativa de Sergipe, Marjana Almeida, no seminário serão abordados temas  sobre os diversos tipos de violência contra a mulher; a Lei Maria da penha, notificações e funcionamentos da rede de enfrentamento em tempos de pandemia.

Programação

Debatedoras do evento

A programação terá início às 19h do dia 31 de agosto, com debate sobre o tema: Violência contra a mulher em tempos de pandemia, cuja mediação será feita por uma representante da Procuradoria da Mulher; tendo como convidadas: a delegada Ana Carolina Machado Jorge, a historiadora e advogada Ângela Farias e Janete de Sá, deputada estadual do Espírito Santo.

No dia 1º de setembro, a programação também inicia às 19h, com debate sobre Rede de enfrentamento à violência contra a mulher em Sergipe, com mediação da Procuradoria da Mulher e participações da juíza-coordenadora da Mulher do Tribunal de Justiça de Sergipe, Rosa Geane Nascimento Santos; da advogada e família e criminalista, Valdilene Oliveira Martins e da presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Sergipe,  Érika Leite.

Procuradoria

Procuradora Goretti Reis: “Não podemos nos calar”/Foto: Divulgação Instagram

A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe foi criada em 2018, com a finalidade de promover a efetiva participação e a defesa dos direitos das mulheres; contribuindo para a equidade de gênero contra todas as formas de discriminação no âmbito do Poder Legislativo.

É presidida pela deputada Goretti Reis (PSD), autora da Lei nº 8.375, que institui o 29 de julho como o Dia de Combate ao Feminicídio. A Procuradoria da Mulher da Alese aderiu à Campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica, se solidarizando com as vítimas de feminicídio em Sergipe.

“À cada 7 minutos, uma denúncia de violência contra a mulher, é registrada no Brasil”, lamenta a deputada convocando a sociedade para que não se cale, pois denunciar é a melhor forma de evitar que mais mulheres sejam assassinadas.

Dados

De acordo com dados da Procuradoria Especial da Mulher, de janeiro até 17 de julho de 2020, 10 mulheres foram assassinadas em Sergipe, vítimas da violência doméstica nos municípios de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Itabaiana, Porto da Folha, Simão Dias, Graccho Cardoso, Brejo Grande, Frei Paulo, Feira Nova e Pirambu.

Segundo a DAGV, foram registrados em 2017, 6 vítimas de violência contra a mulher; em 2018, foram 16; em 2019, 20 mulheres foram assassinadas e em 2020 foram registrados 10 homicídios, geralmente praticados por parceiros e ex-parceiros.

Transmissão

O evento on-line (das 19h às 22h), será via Youtube da TV – Alese; pelo canal 5.2 da TV Alese; Sky e Vivo no canal 342.8 e também pelo IT TV canal 16.

As inscrições são gratuitas e estão sendo feitas no link: https://bit.ly/3aZz4uy

Foto: Divulgação Pixabay