Por Assessoria Parlamentar

Hoje, 01, inicia mais uma ‘Campanha Outubro Rosa’ uma proposta internacional que visa ampliar as informações sobre o câncer de mama, os meios de prevenção, diagnóstico e tratamento. Em Sergipe a Leia Estadual Nº 7.526/2012, de autoria da procuradora da Mulher da Alese, deputada estadual Goretti Reis (PSD), instituiu a Campanha em Sergipe. O objetivo é conscientizar o poder executivo sobre melhorias e ampliação da política de atenção à mulher, o acesso e as formas para o tratamento seguro, ágil e eficaz. Período visto e sentido nas Unidade Básicas de Saúde (UBS), através de ações preventivas, tratamento e prédios iluminados e enfeitados na cor rosa. 

“É preciso chamar à atenção! Mulheres cuidem-se! Toquem-se e façam os exames preventivos! De acordo com o INCA em 2021 teremos mais 530 vítimas do câncer de mama em Sergipe. A prevenção é o melhor remédio. Vivemos um período de pandemia que contribuiu para esse aumento. As mulheres não realizaram os exames. Agora, com o controle da pandemia e os cuidados devidos, é preciso retornar aos postos de saúde. A Campanha do Outubro Rosa vem exatamente para alertar sobre a gravidade da doença, lembrando que quando descoberta no início, existe grande chance de cura”, disse a parlamentar que defende alteração na portaria do Ministério da Saúde para a redução da faixa etária para a realização do exame de mamografia, diminuindo a idade para a partir de30 anos. 

De acordo com informações do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo que mais acomete mulheres em todo o mundo, tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvidos. As taxas de incidência variam entre as diferentes regiões do planeta, com as maiores taxas nos países desenvolvidos. Para o Brasil, foram estimados 66.280 casos novos de câncer de mama em 2021, com um risco estimado de 61,61 casos a cada 100 mil mulheres. 

Sintomas

Caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas). 

Fatores de risco 

Não há uma causa única para o câncer de mama. Diversos fatores estão relacionados ao desenvolvimento da doença entre as mulheres, como: envelhecimento, determinantes relacionados à vida reprodutiva da mulher, histórico familiar de câncer de mama, consumo de álcool, excesso de peso, atividade física insuficiente e exposição à radiação ionizante. 

Foto: Jadilson Simões